Início » Brasil » Política » Vox Populi dá Dilma 16 pontos à frente
Eleições 2010

Vox Populi dá Dilma 16 pontos à frente

É a terceira pesquisa de intenções de voto para a presidência da República em menos de uma semana

Vox Populi dá Dilma 16 pontos à frente
A pesquisa mostrou Dilma com 45% das intenções de voto e Serra com 29% (Fonte: EPA)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Uma pesquisa do Instituto Vox Populi divulgada nesta terça-feira, 17, mostra a candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, com 16 pontos percentuais de vantagem sobre o segundo colocado na corrida presidencial, José Serra, do PSDB.

O levantamento do Vox Populi mostrou Dilma com 45% das intenções de voto e José Serra com 29%. Marina Silva, do PV, aparece com 8%. Os demais candidatos não atingiram 1%, e 5% declararam voto branco ou nulo. Os que se disseram indecisos foram 12%.

É a terceira pesquisa de intenções de voto para a Presidência da República em menos de uma semana. Na última sexta-feira, 13, o Datafolha mostrou Dilma oito pontos percentuais à frente de Serra. Na segunda, 16, o Ibope divulgou resultados com diferença de 11 pontos entre os dois candidatos.

Leia mais:

Dilma tem documentos retirados de tribunal

Serra, Dilma, Marina e Plínio sofrem de insensibilidade ambiental

Fontes:
G1 - Vox Populi aponta vantagem de 16 pontos de Dilma sobre Serra

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

12 Opiniões

  1. marcia disse:

    Gostaria de saber porque estas pesquisas não são anunciadas com antecedência, informando onde estão sendo coletados os dados, pois nunca vi e nem nunca fui ou tive conhecidos que tenham participado de tais pesquisas. Então , sugeriria que fossem anunciados os locais de pesquisa, com uma urna, e com os resultados aparecendo na hora, exatamente como acontece quando votamos pela internet. por que naõ é assim?

  2. Beraldo Dabés Filho disse:

    Em 03 de Outubro, todos os eleitores do País votarão, em urnas eletrônicas e em locais bem definidos.

    Até lá, lutemos pelos nossos candidatos e esqueçamos as pesquisas.

  3. Carlos U. Pozzobon disse:

    Sosseguem. A reputação do Vox Populi é tal que em breve Dilma Dutra terá a mesma votação da popularidade de Lula Vargas: 75% dos votos. Isto porque os eleitores de Serra estão todos se arrependendo de o ter escolhido nas pesquisas anteriores.

  4. hans disse:

    Os eleitores deveriam se lembrar de uma célebre frase dita a 2064 anos, que não poderia ser mais atual …..

    “”O ORÇAMENTO NACIONAL DEVE SER EQUILIBRADO. AS DÍVIDAS PÚBLICAS DEVEM SER REDUZIDAS, A ARROGANCIA DAS AUTORIDADES DEVE SER CONTROLADA E MODERADA,OS PAGAMENTOS A GOVERNOS DEVEM SER REDUZIDOS,SE A NAÇÃO NÃO QUIZER IR A FALÊNCIA. AS PESSOAS DEVEM NOVAMENTE APRENDER A TRABALHAR, EM VEZ DE VIVER POR CONTA PÚBLICA “”” frase de Marcus Tullius – Roma 55 A.C.

  5. Germano Souza Cruz disse:

    Por que Serra vai ganhar, segundo o compositor Guarabyra
    Lembram-se do cantor e compositor Guarabyra, da dupla Sá & Guarabyra? Pois não é que ele reaparece, não com uma canção genial, mas com uma análise política perfeita? Leiam o que ele disse, publicado na coluna de Dora Kramer, no jornal O Estado de São Paulo:
    “O que especialistas em análise de pesquisas ainda não observaram é que, como o governo Lula em larga medida está mais para um governo de continuidade, já que abandonou quase totalmente as antigas bandeiras do petismo para adotar uma configuração mais tucana, o eleitor do PSDB não tem como dizer que não aprova a atual maneira de Lula atuar”.
    “É o que explica a aparente contradição de metade dos eleitores que aprova o governo manifestar preferência eleitoral pela oposição. Ou seja, esses eleitores não deixaram de ser opositores. Apenas acham que a situação está governando de acordo com seus valores, mas vão votar em conformidade com os ideais em que sempre votaram.”
    Eureca! Que insight maravilhoso, Guarabyra! Parabéns! Permita-me, porém, complementar sua explicação. A popularidade de Lula é feita de “ótimos” e “bons”. Os que acham Lula ótimo tendem a votar em Dilma. Contudo, os que acham Lula apenas bom, não ótimo, podem preferir Serra, por acharem que Serra vai ser ótimo. Ou podem achar que Serra não vai ser melhor do que Lula, mas vai ser melhor do que Dilma, já que Dilma não é Lula. Mesmo os que acham Lula ótimo podem achar que Serra vai ser tão bom quanto ele e que Dilma não conseguiria isso.
    Aliás, o próprio Lula já disse com todas as letras que ninguém transfere 100% dos votos. Para eleger Dilma, ele teria que transferir para ela 83,5% dos 60% dos votos válidos que ele obteve no segundo turno em 2006. Ou seja, Dilma Rousseff precisa de um índice de transferência altíssimo, que Lula talvez conseguisse para um candidato mais forte (Ciro Gomes, por exemplo), mas não para uma neófita atrapalhada como Dilma. Se fosse uma eleição estadual ou municipal, em que a proximidade das bases e do povo com o centro do poder é muito maior, seria muito mais fácil a transferência. A transferência também se torna mais fácil quando o opositor não é muito forte ou tem rejeição muito alta. O segundo caso foi o de Quércia com Fleury contra Maluf na eleição estadual de 1990, em São Paulo. Quércia só precisou botar Fleury no segundo turno. A rejeição a Maluf fez o resto. Em 1992, Maluf se elegeu prefeito da capital porque capitalizou em cima da rejeição à então prefeita petista Luiza Erundina. Em 96, no município de São Paulo, Maluf emplacou Pitta porque a opositora, Luiza Erundina, continuava muito rejeitada, apenas quatro anos depois de ter deixado a prefeitura. Serra não tem índice alto de rejeição e é um nome forte. Não é um Maluf de 90 ou uma Erundina de 96. A tarefa de Lula é muitíssimo mais difícil que a de Quércia ou a de Maluf.
    Em suma, Serra vai ser eleito porque é um nome forte (muito mais forte do que Dilma), não tem rejeição alta e é palatável para grande parte dos que aprovam Lula. Quem viver verá. Guarabyra neles!
    Por que continuo afirmando que Serra vencerá
    Em primeiro lugar, porque a pesquisa Ibope que mostra Dilma Rousseff cinco pontos à frente foi manipulada, como muito bem demonstrou o blogueiro Lúcio Neto (www.lucioneto.blogspot.com). Manipulada como, você pode perguntar. Simples: dos 171 municípios pesquisados, 134 são governados pelo PT ou partidos coligados, enquanto apenas 34 são governados pelo PSDB ou partidos coligados (lembremo-nos de que o PSDB tem 785 prefeituras, enquanto o PT tem 547). O Ibope está escolhendo a dedo os municípios e bairros onde Dilma é mais forte.
    Em agosto de 2006, o Ibope mostrou Alckmin “despencando”, caindo de 27 para 21, contra 46% de Lula. O resultado nas urnas foi 48 a 41. No início de setembro, o Datafolha mostrava Lula com 51 e Alckmin com 27. Uma diferença de 24 pontos, que caiu para sete pontos no resultado da eleição.
    Na pesquisa Ibope, a maioria pró-Dilma no Nordeste já é o que se esperava que seria, enquanto Serra em São Paulo ainda aparece muito abaixo do percentual que de fato terá. E o Estado de São Paulo é quase equivalente ao Nordeste em número de eleitores, tendo, além do mais, índices de abstenção bem mais baixos.
    Se Alckmin, candidato mais fraco do que Serra, enfrentando o próprio Lula, pôde crescer tanto em 2006, forçando um segundo turno em que quase ninguém acreditava, por que Serra não poderia tirar uma diferença de cinco pontos, ainda mais uma diferença construída do modo como demonstramos acima? Aliás, Serra já esteve cinco pontos abaixo antes nesta campanha e tirou a diferença. Chegou a zerar uma diferença de sete pontos na projeção de segundo turno.
    Portanto, os serristas e aliados não têm nenhum motivo para desanimar. Os ventos continuam bons, ainda que não detectados pelos radares oficiais.

    Crescimento espetacular de Serra entre as pesquisas Vox Populi e Datafolha
    Suponhamos, para efeito de argumentação, que ambas as pesquisas, Vox Populi e Datafolha, estejam certas. O Vox Populi fez seu campo entre 17 e 20 de julho. O Datafolha fez o seu entre 20 e 23 de julho. O Vox Populi dá 41 a 33 a favor de Dilma. O Datafolha dá 37 a 36 a favor de Serra. Isto significa um deslocamento espetacular de nove pontos percentuais a favor de Serra em pouquíssimos dias. Serra ganhou quatro pontos, e Dilma perdeu cinco. Por quê? O que teria acontecido nesses poucos dias para provocar tamanho deslocamento a favor do candidato tucano?
    O blog Coturno Noturno (www.coturnonoturno.blogspot.com) aponta cinco motivos:
    1. As investidas de Índio da Costa, o jovem deputado democrata do Rio de Janeiro que é vice de Serra, contra as ligações do PT com os narcoguerrilheiros colombianos das FARC e contra o ateísmo dissimulado de Dilma Rousseff;
    2. A confirmação da violação do sigilo fiscal de Eduardo Jorge, vice-presidente do PSDB, por uma sindicalista do ABC, região do Estado de São Paulo que é reduto petista. A violação tinha como objetivo fornecer dados para um dossiê contra a candidatura Serra;
    3. As tentativas do PT de intimidar o Ministério Público Eleitoral, sobretudo a procuradora Sandra Cureau;
    4. A recomendação oficial do Bispo de Guarulhos (SP) de que os católicos não votem em Dilma, por ela ser abortista;
    5. O retumbante fracasso do comício de Lula e Dilma no Rio de Janeiro, evento que se tornou conhecido como o comício dos mil. Houve também amplo noticiário sobre crimes eleitorais relacionados a esse comício, como o transporte de material de campanha de Dilma por um carro da Prefeitura do Rio.
    Temos que explicar assim a diferença brutal entre as duas pesquisas, ou então temos que pensar que uma das duas está totalmente errada ou é manipulada. E aí precisaremos nos lembrar de que em 2006 o Vox Populi dava 33% a Alckmin na véspera do primeiro turno e ele acabou tendo 41%. E temos de ver que o Vox Populi fez agora perguntas como: “Qual o melhor programa do governo Lula?”. E listou cinco opções para o entrevistado apontar como o melhor programa do governo Lula: Luz para Todos; Minha Casa, Minha Vida; Pró-Uni; Bolsa Família ou PAC (Plano de Aceleração do Crescimento). Isto é uma pesquisa ou é propaganda? Se isto não é induzir o entrevistado, eu não sei o significado do verbo “induzir”.
    Bom, o mais importante é que o Serra velho de guerra está firme e forte, apesar do rolo compressor de crimes eleitorais que está enfrentando. Eita homem resistente, sô!

    Os problemas de Dilma Rousseff
    A imprensa adora falar dos problemas de José Serra. Já deu Serra como morto várias vezes, inclusive na semana da crise envolvendo a escolha de seu vice. Naquela mesma semana em que foi dado como morto, Serra ultrapassou sua adversária na pesquisa Datafolha e zerou uma desvantagem de sete pontos no Ibope. A ave que representa Serra não deveria ser um tucano, mas a lendária Fênix, que ressurge das cinzas. Mesmo quando as pesquisas são favoráveis a Serra, a colunalha, inclusive a da Folha de S. Paulo, dá um jeito de interpretá-las contra ele. Por exemplo, quando Serra ultrapassou Dilma no Datafolha, o colunalhista Josias de Souza, da Folha, em vez de ressaltar o feito realizado numa semana tão difícil, preferiu dizer em manchete que a diferença era menor do que a que os tucanos tinham planejado para essa altura da campanha. A imprensa estabeleceu um dogma e não se afasta dele um milímetro: a popularidade de Lula vai eleger Dilma e ponto final. O que aponta para esse resultado é cantado em prosa e verso. O que aponta em direção contrária é deixado no silêncio e na penumbra.
    Sobre os problemas de Dilma Rousseff quase não se fala. Quase não se fala, por exemplo, sobre seu desempenho pífio entre as mulheres, segmento em que está 15 pontos atrás de Serra, segundo o Datafolha. Por alguma razão, a maioria das mulheres se recusa a comprar o produto “Dilma”. Não sei se é o jeito masculino dela, sua escassa feminilidade. Não sei se é porque Dilma não consegue passar uma imagem familiar, uma imagem de mãe, filha, irmã, avó… Talvez seja isso: Dilma Rousseff não parece gente, parece um robô programado para a guerra. Parece um membro de alguma seita religiosa ou política violenta e fanática. Comparado com Dilma, Serra parece o rei da afetividade e da confiabilidade.
    Outro problema da Sra. Rousseff é sua falta de eloqüência, sua desarticulação verbal, sua escassez de fluência. Suas frases não têm começo, meio e fim, suas afirmações muitas vezes não se completam, ficam pedaços soltos no ar, fios que não se conectam, caminhos que não levam a lugar nenhum, becos sem saída. E há um “delay”, um atraso constrangedor entre seu pensamento e sua fala. Seu discurso é cheio de buracos, ela tem que pensar muito antes de falar, seu raciocínio parece lento e arrastado. Enquanto isso, Serra é fluente, verbalmente muito articulado.
    Mais um problema, sobre o qual já falei em outros artigos, é que os redutos lulo-dilmistas têm menor densidade eleitoral e índices de abstenção historicamente mais altos. O Norte e o Nordeste somam cerca de 34% do eleitorado nacional, com abstenção de 25%, enquanto São Paulo e a Região Sul, os principais redutos de Serra, somam 38%, com abstenção de 15%. Fica clara a vantagem de Serra: mesmo que ele perca de pouco em Minas, Rio, Espírito Santo e Centro-Oeste, será eleito. A última pesquisa em Goiás deu Serra dez pontos à frente, No Espírito Santo, 7,4 pontos acima.
    Já comentei também, mas vale reiterar: o potencial de transferência de votos de Lula está se esgotando, segundo o Datafolha. Somente 8% declaram que votariam no candidato de Lula e não dizem votar em Dilma. Esses 8% são quase todos analfabetos eleitorais, pessoas que chegam ao dia da eleição sem a menor idéia do que está se passando. O potencial de crescimento de Dilma, portanto, parece bem limitado.
    Por último, mas não menos importante (“last but not least”, como dizem os anglo-americanos), Dilma parece estar tendo uma recidiva do câncer. Seu cansaço extremo é visível. Ela não tem participado das caminhadas de sua campanha. Só participa após o fim da caminhada, já em cima do palanque. Mesmo carregando uma das mais caras maquiadoras do país a tiracolo, suas olheiras são cada vez mais visíveis. Está freqüentemente rouca. Sua lentidão e suas lacunas ao falar estão piorando. Lula pode ter colocado à frente de suas tropas um El Cid, um morto fixado sobre um cavalo.

    Publicado por Gilson Gondim – abril 25, 2010 no blog múltiplos universos

  6. Vera Lucia disse:

    Também não confio nessas pesquisas não! Lembram do Leonel Brizola quando ganhou a eleição no Rio p governador!? No rádio já dava a vitória de Brizola e na TV demoraram MUITO a dar esta notícia, o tempo todo falavam do outro candidato do qual nem me lembro; isso pode ser manipulação, infelizmente tenho visto tantas coisas, que tenho lá as minhas desconfianças!

  7. Nadir Pinto de Arruda disse:

    Nesta página, tem uma fotografia, que dá a impressão de que o Serra se aproximava de você para beijá-la na face, o que seria para mim o beijo de Judas Iscariotes!

  8. Nadir Pinto de Arruda disse:

    Agora, precisamos já e já de uma outra pesquisa de intenção de votos,mas, do Vox Pópuli porque só este mostra os percentuais verdadeiros, os outros ficam com pena do Serra e NÃO põem “O PAU P’RA QUEBRAR” M e s m o!. . .

  9. Nadir Pinto de Arruda disse:

    GERMANO SOUSA CRUZ EM CUIABÁ:
    Você gastou tanto tempo, cansou os dedos para digitar tantas tolices em relação ao Presidente Lula e a Dilma Rousseff. Uma pessoa que dia e noite vem falando continuamente é natural que esteja um pouco rouca e cansada,mas, nem por isso, ela diminui o seu ritmo de 3 turnos diários, inclusive caminhadas e, diga-se de passagem ,com um público extremamente caloroso por isso, todos os Institutos de pesquisa , até mesmo o Datafolha e Ibope que fazem parte da elite, encointram nas pesquisas largas margens para a Dilma e, agora, no dia 17/08/2010 foi o Vox Pópuli que publicou a Dilma com 16 pontos acima do Serra 45×29. O pior cego é aquele que não quer ver!Se continuar nessa marcha, a Dilma ganha no primeiro turno, rapaz!.

  10. wander disse:

    Vão com calma PTulantes!

    A coisa não tá tão fácil assim. Ainda tem gente com neurônios funcionando neste país q não pensam pelo estômago!!!!!!!

  11. ALESSANDRO disse:

    pra mim o brasil vai ganhar uma nova historia na política…
    por isso precisamos avançar ainda mais…
    o brasilmudou e precisa mudar ainda mais….

  12. Paulo Silva disse:

    Lula sem Dúvida Foi o melhor presidente do Brasil nas últimas décadas, mas acho que Dilma está cantando vitória antes do tempo porque tem um bom apoio. Mas podemos ter certexa de uma coisa, vamos levar Marina Silva para o segundo turno!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *