Início » Brasil » População carcerária do Brasil cresceu 74% de 2005 a 2012
Justiça

População carcerária do Brasil cresceu 74% de 2005 a 2012

País já tem mais de meio milhão de detentos e um terço deles estão encarcerados em São Paulo. Cerca de 38% dos presos ainda aguarda julgamento

População carcerária do Brasil cresceu 74% de 2005 a 2012
Número de mulheres presas cresceu mais que o de homens, 146% contra 70% (Foto: Agência Brasil/Wilson Dias)

O número de presidiários cresceu 74% no Brasil em sete anos. No período analisado, entre 2005 e 2012, a população presidiária saltou de 296.919 para 515.482 detentos. O total de homens nas cadeias aumentou 70%, enquanto o de mulheres subiu 146%. Em 2012, do total de presidiários, 33% estavam em São Paulo.

Muitos deles ainda não foram julgados. Apenas 61% dos presidiários foram julgados e condenados por seus crimes, 38% deles ainda aguardam julgamento. Dos que já passaram pelo julgamento, 69% estão em regime fechado, outros 24% no semiaberto e 7% no regime aberto.

“Quase metade (48%) dos presos brasileiros recebeu pena de até oito anos. Num sistema superlotado, 18,7% não precisariam estar presos, pois estão no perfil para o qual o Código de Processo Penal prevê cumprimento de penas alternativas”, explica um levantamento sobre a situação das cadeias brasileiras, chamado Mapa do Encarceramento: os Jovens do Brasil.

O estado que teve o maior crescimento do número de detentos no período foi Minas Gerais, um acréscimo de 624%, totalizando 45.540 pessoas nessas condições. Em contraponto, o Rio Grande do Sul teve o menor crescimento, apenas 29% presos a mais.

Fontes:
Agência Brasil-População carcerária do Brasil cresce 74% em sete anos

1 Opinião

  1. Natanael Sperotto disse:

    Análieses sociológicas à parte, o crime é a instituição humana que mais prospera, desde Caim e Abel.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *