Início » Brasil » Presidenciáveis participam do segundo debate na TV
ELEIÇÕES 2018

Presidenciáveis participam do segundo debate na TV

Debate durou 2 horas e 15 minutos e contou com a participação de oito candidatos a presidente

Presidenciáveis participam do segundo debate na TV
Debate foi transmitido ao vivo pela RedeTV (Fonte: Reprodução/RedeTV!)

O segundo debate na TV da atual campanha eleitoral reuniu nesta sexta-feira, 17, durante 2 horas e 15 minutos, oito candidatos à presidência da República — o mesmo número de presidenciáveis presentes no primeiro debate.

Desta vez o debate foi transmitido ao vivo pela RedeTV. Os participantes foram Alvaro Dias (Podemos), Cabo Daciolo (Patriota), Geraldo Alckmin (PSDB), Marina Silva (Rede), Jair Bolsonaro (PSL), Guilherme Boulos (PSOL), Henrique Meirelles (MDB) e Ciro Gomes (PDT).

A RedeTV chegou a informar que deixaria um púlpito vazio com o nome de Lula, que está preso em Curitiba, mas a pedido da maioria dos candidatos, com exceção de Boulos, o púlpito foi retirado antes do início do debate.

As propostas apresentadas pelos candidatos durante o debate, que foi dividido em quatro blocos, abordaram temas relacionados a emprego, educação, segurança pública, entre outras questões.

Confira abaixo as considerações finais de cada um dos presidenciáveis:

Cabo Daciolo: “Glória, glória a Deus. Eu sirvo a um Deus das causas impossíveis. É o Deus que diz: ‘Tudo que você pedir em oração, se você crer, você vai receber’. E eu creio que eu vou ser o futuro presidente da República. Eu quero dizer a você que está me ouvindo, você que no passado, na última eleição, mais de 37 milhões de brasileiros que votaram nulo, branco e abstenção, nos dê uma oportunidade. Nos dê uma oportunidade e você vai ver que a palavra de Deus é verdadeira. Quando o justo governa, o povo se alegra. Toda honra, toda a glória sejam dadas ao nosso senhor Jesus Cristo. Juntos somos fortes. Nenhum passo daremos atrás. E Deus está no controle. Glória.”

Jair Bolsonaro: “Primeiro, quero agradecer a Deus pela oportunidade e, se esta for a missão dele, com toda certeza nós a bem cumpriremos. O Brasil precisa de um presidente honesto, patriota, que respeite a família, honre as crianças em sala de aula, afaste de vez o fantasma do comunismo, ataque o Foro de São Paulo. Um país que una a todos, independentemente de sua opção, cor de pele ou região. Juntos, podemos fazer um Brasil diferente e melhor para todos. Meu muito obrigado a todos e boa noite.”

Guilherme Boulos: “Primeiro dizer que parece que a carapuça de ’50 tons de Temer’ serviu ao candidato Geraldo Alckmin. Não por acaso. Mas quero agradecer à RedeTV, agradecer à minha companheira de chapa, Sônia Guajajara, primeira indígena numa chapa presidencial na história desse país e agradecer a você que está em casa e nos acompanhou até agora. Querem fazer você acreditar que o único jeito de ser presidente do país é ter apoio de banqueiro, de grande empresário, é fazer campanha com marqueteiro. Aqui não. Aqui tem outro jeito de fazer política que é com olho no olho, que é política e campanha feita por gente como a gente. Não se deixe enganar. Muitos aqui disseram que são a mudança. Se não fizeram até hoje, não vão fazer. A mudança de verdade é aqui. Vote 50, vote PSOL, sem medo de mudar o Brasil.”

Ciro Gomes: “Quero agradecer à RedeTV!, aos jornalistas, o privilégio desta noite. Quero agradecer aos ilustres concorrentes à Presidência da República, quero especialmente agradecer a você, meu irmão, minha irmã, brasileiros de todos os rincões que ficaram conosco até esta hora. Você acha que o Brasil precisa mudar? Nós estamos juntos nesta batalha. Ajudar vocês, aqueles que estão precisando, a tirar o nome do SPC. Gerar 2 milhões de empregos, retomando obras paradas pelo Brasil inteiro. Apostar em creche em tempo integral e em ensino médio profissionalizante em tempo integral, como já temos no Ceará. Esses são alguns dos nossos compromissos. Nós vamos revogar esta vergonha, falando aqui como o Boris Casoy, que é o teto de gastos, que guarda o dinheiro para os banqueiros e proíbe de se investir na agenda do povo.”

Alvaro Dias: “Olha, eu quero pedir a você que abra olho. Essa tentativa de generalizar na política é uma tentativa burra. Eu não aceito. Eu não aceito ser colocado no mesmo balaio daqueles que são sustentáculos deste sistema corrupto e incompetente que empurrou o país para este caos administrativo e para esta tragédia política. Nós queremos é substituir este sistema com a refundação da República. Eu sempre o combati, eu sempre o contestei. Eu estou há mais tempo, sim, mas contestando, combatendo, revoltado com as suas injustiças e nós vamos refundar a República para construir a grande nação que todos nós merecemos.”

Henrique Meirelles: “Eu quero agradecer à RedeTV por essa oportunidade de falar a todos vocês, eu quero agradecer ao meu vice, Germano Rigoto, homem honrado, que muito me honra em estar ao meu lado. E quero agradecer a você que ficou até tarde. Eu não sou político, muitos de vocês não me conhecem, nunca me candidatei antes à presidente da República, trabalhei em empresas grande parte da minha vida e cheguei a presidente de um grande grupo financeiro nos Estados Unidos. Voltei ao Brasil porque eu fui chamado para comandar a economia e criei, juntamente com a equipe, mais 12 milhões de empregos. Basta me chamar. Chame o Meirelles que eu volto e vamos fazer o Brasil crescer.”

Geraldo Alckmin: “Quero agradecer a vocês que nos assistiram até esta hora, agradecer a essa mulher guerreira que é a nossa candidata a vice-presidente, a senadora Ana Amélia, uma das mais brilhantes senadoras, que nos honra como companheira de chapa. Também dizer aqui sobre os 50 tons de Temer, que eu acho que 40 desses tons são vermelho. É do PT e de seus aliados. Porque foram eles que escolheram o Temer de vice da Dilma. Aliás, escolheram duas vezes. Mas trazer uma palavra aqui de esperança. Eu acho que o Brasil tem pressa, né. Pressa para ter governo que funcione, sair desse marasmo verdadeiro. Fazer reformas. São as reformas (interrupção).”

Marina Silva: “Eu quero agradecer a Deus por estarmos aqui, quero cumprimentar a RedeTV por esse debate. E quero dizer que todos nós aqui nos esforçamos para apresentar propostas, ou pelo menos a maioria de nós. Agradecer as pessoas que estão até uma hora dessas acordadas. E eu quero dizer que além das propostas, nós temos também que nos conectar com um propósito. O propósito de que nem uma mulher seja subestimada. O propósito de que nem um jovem tenha que morrer quando vai ao caminho da escola. O propósito de que nem uma pessoa que esteja num cargo público se esconda dentro do Palácio atrás do foro privilegiado para não ser julgada pelos crimes que cometeu contra as finanças públicas.”

Fontes:
G1 - Oito presidenciáveis discutem propostas de governo no segundo debate da campanha eleitoral de 2018

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. Marcello Kutner disse:

    Um palavrório que promete ser mais do mesmo,se não pior, enquanto o eleitor desavisado, desinformmado persistir em manter a mesma casa do parlamento que aí está , que continuará a virar as costas para o cidadão, assim que o voto ludibriante seja depositado na urna.
    Democracia sem escolaridade não existe.
    Como está, esse arremedo só servira para permitir que sempre a mesma oligarquia histórica consiga galgar e se manter no poder.

  2. carlos alberto martins disse:

    pelos discursos dos candidatos,faço uma única pergunta:o que mudou nas afirmações e promessas dos mesmos?resposta:NADA.continuaremos a ser sacos de pancadas dos mesmos.o mais incrivel é que continuam dando a DEUS o dom do bom politiqueiro.cambada de salafrários.

  3. André Vinícius Vieites disse:

    A dramatização é uma função trazida por discursos que refletem os dilemas da vida, muitas vezes trazendo superstições e folclores para justificar o errante destino do homem em busca da verdade cristã. Assim, Marina Silva: “Eu quero agradecer a Deus por estarmos aqui, quero cumprimentar a RedeTV por esse debate. E quero dizer que todos vamos aparecer nas maiores contradições e nos discursos dos crimes que cometeram contra as finanças públicas.” Marina, apresenta possibilidades de crescer nas pesquisas de intenção de voto, porém o Brasil não é só o Acre, temos diversos Brasis em um só, isso também é verdade.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *