Início » Brasil » Presidente da Coreia do Sul pede cooperação do Brasil
Península Coreana

Presidente da Coreia do Sul pede cooperação do Brasil

Park Geun-hye disse que precisa de apoio dos países que mantêm canais diplomáticos com a Coreia do Norte para o processo de reunificação da Península Coreana

Presidente da Coreia do Sul pede cooperação do Brasil
Park será recebida hoje pela presidente Dilma Rousseff em Brasília (Reprodução/Wikipedia)

A presidente da Coreia do Sul, Park Geun-hye, vem nesta sexta-feira, 24, ao Brasil para uma visita oficial de dois dias para pedir por mais cooperação para pressionar a Coreia do Norte a iniciar as negociações para o processo de reunificação da Península Coreana. Park será recebida hoje pela presidente Dilma Rousseff em Brasília. Amanhã, a líder sul-coreana participará de um evento da indústria têxtil e de moda em São Paulo.

Park disse que precisa de apoio dos países que mantêm canais diplomáticos com a Coreia do Norte para o processo de reunificação. Ela disse em entrevista ao Estado de S. Paulo, que tem feito esforços em diversas frentes para construir confiança entre o Sul e o Norte e abir uma era de unificação pacífica da Península Coreana. No entanto, a Coreia do Norte tem se recusado a responder aos seus repetidos pedidos de diálogo e ignorado as preocupações da comunidade internacional sobre seu programa nuclear.

“O governo sul-coreano pretende estabelecer uma cooperação com o Brasil e toda a comunidade internacional para conseguir progresso nas relações intercoreanas e uma solução para o problema nuclear da Coreia do Norte. Nesse processo, o Brasil, que mantém um canal diplomático com o regime de Pyongyang, pode exercer um papel fundamental em persuadir os norte-coreanos a participar de um diálogo com boa fé”, explicou.

Além disso, ela expressou preocupação com as pretensões do primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, de mudar a natureza pacífica da Constituição do Japão.  “O governo coreano mantém inalterada a visão de que o Japão precisa manter o espírito pacifista de sua Constituição e rumar numa direção que contribua para a paz e a estabilidade na região.”

Fontes:
Estado de S. Paulo-'Brasil pode ajudar no diálogo com Pyongyang'

1 Opinião

  1. Renato Fregapani disse:

    O pedido da coreana não nos enaltece, para entender um retardado é preciso outro. Os comunistas daqui e os de lá.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *