Início » Brasil » Presidente da Vale pede afastamento temporário
APÓS POLÊMICAS

Presidente da Vale pede afastamento temporário

O afastamento foi consequência de diversas pressões sobre a falta de respostas e soluções sobre o caso Brumadinho

Presidente da Vale pede afastamento temporário
A empresa afirma que ‘permanece de prontidão’ (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O presidente da Vale, Fabio Schvartsman, junto de três diretores da mineradora solicitaram no último sábado, 2, o afastamento temporário da companhia. Através de uma teleconferência, o conselho aceitou ao pedido.

O afastamento dos cargos foi consequência das pressões de integrantes da força-tarefa que investiga sobre o rompimento da barragem em Brumadinho, que já deixou 186 mortos e 122 desaparecidos. O documento de afastamento foi assinado por representantes do Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público Estadual de Minas Gerais (MPMG) e Polícia Federal.

De acordo com a força-tarefa, foi solicitado que os empregados não partilhassem informações profissionais com outras pessoas que já haviam se desligado da Vale. Além do presidente, o diretor executivo de Ferrosos e Carvão, Gerd Peter Poppinga, o diretor de Planejamento, Lucio Flavio Gallon Cavalli, e o diretor de Operações do Corredor Sudeste, Silmar Magalhães Silva, também pediram o afastamento. 

A Vale será temporariamente liderada por condutores remanescentes. Quem ocupará o cargo de presidente interino será o atual diretor-executivo de Metais Básicos, Eduardo de Salles Bartolomeo, já assumindo a presidência neste domingo, 3. A mudança definitiva, porém, só acontecerá em abril, após a Assembleia Geral Ordinária.

Em nota, a Vale confirmou o afastamento de Schvartsman e dos diretores. Além de Bartolomeo, o atual diretor de Pelotização e Manganês, Claudio de Oliveira Alves, vai ocupar a função de diretor-executivo de Ferrosos e Carvão Enquanto isso, Mark Travers, atual diretor jurídico de Relações Internacionais e Sustentabilidade de Metais Básicos, vai ocupar o cargo de diretor-executivo de Metais Básicos.

“A Vale informa também que seu Conselho de Administração permanece em prontidão, na busca de um relacionamento transparente e produtivo com as autoridades brasileiras visando o esclarecimento dos fatos, a reparação apropriada dos danos e a integridade da empresa e que manterá a sociedade e os mercados informados sobre qualquer fato novo”, concluiu a mineradora através de um comunicado.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. carlos alberto martins disse:

    pediu afastamento por ser incompetente e covarde.deveria ficar e dar uma proteção maior aos que estão sofrendo devido a irresponsabilidade da VALE.é muito fácil sair correndo com o rabo enfiado entre as pérnas como um cão assustado.as vidas que se perderam,e as que estão, ficaram sofrendo,lamentavelmente é que pagarão todos os pecados,vide Mariana,as nossas leis protegem mais os infratores que as vítimas.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *