Início » Brasil » Presidente do Ibama pede exoneração
MEIO AMBIENTE

Presidente do Ibama pede exoneração

Pedido ocorre em meio à polêmica com novo governo sobre suposto superfaturamento de contrato de locação de veículos

Presidente do Ibama pede exoneração
Contrato de locação de quase R$ 30 milhões foi assinado em dezembro (Foto: José Cruz/Agência Brasil)

A presidente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Suely Araújo, pediu exoneração do cargo nesta segunda-feira, 7, em meio à polêmica com o novo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

No último domingo, 6, Salles apontou, através das redes sociais, um contrato de locação de carros de R$ 28,7 milhões de reais assinado em dezembro do ano passado. “Quase 30 milhões de reais em aluguel de carros, só para o IBAMA….”. A postagem foi compartilhada pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Em um primeiro momento, Bolsonaro compartilhou a imagem, afirmando que o governo está “em ritmo acelerado, desmontando rapidamente montanhas de irregularidades e situações anormais que estão sendo e serão comprovadas e expostas”. Mais tarde, o chefe de Estado apagou o texto e deixou apenas o compartilhamento.

Como resposta, o Ibama divulgou uma nota, ainda no último domingo, assinada pela presidente Suely Araujo, esclarecendo que o contrato tem “âmbito nacional”, abrangendo 393 caminhonetes, combustível, manutenção e seguro, além de substituição a cada dois anos.

“A acusação sem fundamento evidencia completo desconhecimento da magnitude do Ibama e das suas funções. O valor estimado inicialmente para esse contrato era bastante superior ao obtido no fim do processo licitatório, que observou com rigor todas as exigências legais e foi aprovado pelo TCU [Tribunal de Contas da União]. […] A presidência do Ibama refuta com veemência qualquer insinuação de irregularidade na contratação”, explicou.

Já nesta segunda-feira, Suely Araujo pediu exoneração do cargo, citando, como alguns dos motivos, que o nome de seu sucessor já estava sendo comentado pela mídia e por parte do Ibama. A presidente informou ainda que já não exercerá mais o cargo já na próxima terça-feira, 8.

“Considerando que a indicação do futuro Presidente do Ibama, Sr. Eduardo Bim, já foi amplamente divulgada na imprensa e internamente na Instituição ainda em 2018, antes mesmo do início do novo Governo, entendo pertinente o meu afastamento do cargo permitindo assim que a nova gestão assuma a condução dos processos internos desta Autarquia”, afirmou, através de um comunicado.

Fontes:
Folha de São Paulo-Presidente do Ibama pede exoneração após postagens de Bolsonaro e Salles
G1-Presidente do Ibama pede exoneração após ministro questionar contrato de aluguel de caminhonetes

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *