Início » Brasil » Presidente do TCE-RJ é levado para depor na sede da PF
OPERAÇÃO DESCONTROLE

Presidente do TCE-RJ é levado para depor na sede da PF

Polícia Federal deflagra Operação Descontrole e Jonas Lopes de Carvalho é acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro

Presidente do TCE-RJ é levado para depor na sede da PF
A operação é um desmembramento da Operação Lava Jato no Rio de Janeiro (Foto: Agência Brasil)

O presidente do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ), Jonas Lopes de Carvalho, foi levado coercitivamente por agentes da Polícia Federal (PF) para depor na manhã desta terça-feira, 13. Lopes é um dos alvos da Operação Descontrole, ação conjunta da PF com o Ministério Público Federal.

A operação é um desmembramento da Operação Lava Jato no Rio de Janeiro e, segundo a PF, investiga crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Além do presidente do TCE-RJ, os agentes levaram para depor na sede da PF seu filho, Jonas Lopes Júnior, e Jorge Luiz Mendes Pereira da Silva, o Doda, apontado como operador de Lopes. Os policiais cumprem, ainda, dez mandados de busca e apreensão.

Lopes foi citado em delações de executivos da Andrade Gutierrez e mais recentemente na delação do executivo Leandro Azevedo, da Odebrecht. De acordo com delatores da Andrade Gutierrez, o presidente do TCE-RJ foi um dos beneficiados pelo esquema de desvio de recursos públicos federais em obras realizadas pelo governo do estado do Rio, revelado na Operação Calicute, que levou à prisão do ex-governador Sérgio Cabral.

Os executivos revelaram que as empreiteiras repassavam uma quantia equivalente a 1% do valor dos contratos para o TCE, dessa forma não eram incomodados pelo órgão. Um dos delatores afirmou que Lopes cobrou cinco parcelas de R$ 200 mil da empreiteira.

Já Leandro Azevedo revelou que Lopes teria pedido R$ 4 milhões em quatro parcelas de R$ 1 milhão em propina para que fosse aprovado o edital de concessão do estádio do Maracanã e o relatório de contas da linha 4 do metrô do Rio de Janeiro. Segundo a delação, a primeira parcela foi paga em 10 de fevereiro de 2014.

Fontes:
O Globo-Presidente do TCE-RJ é levado a depor por agentes da PF
Estado de S. Paulo-Lava Jato no Rio leva coercitivamente presidente do Tribunal de Contas do Estado para depor

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *