Início » Brasil » Presidentes da Câmara e do Senado rejeitam aumento de impostos
PARALISAÇÃO DOS CAMINHONEIROS

Presidentes da Câmara e do Senado rejeitam aumento de impostos

Segundo Rodrigo Maia e Eunício Oliveira, não há chances do desconto no óleo diesel ser repassado em aumento de impostos

Presidentes da Câmara e do Senado rejeitam aumento de impostos
Apesar disso, a Câmara aprovou o PL 8456/17, sobre a reoneração da folha de pagamento (Foto: Marcelo Camargo/ABr)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Após o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, voltar atrás e descartar a possibilidade de aumento de impostos para cobrir o subsídio anunciado pelo governo federal ao óleo diesel, foi a vez do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), rejeitarem a medida. O possível aumento de impostos seria para compensar o novo acordo do governo federal com os caminhoneiros.

Na manhã desta terça-feira, 29, Rodrigo Maia declarou que “enquanto for presidente da Câmara, não há chance de se votar aumentar imposto. Brasileiros pagam impostos demais”. Já o senador Eunício Oliveira afirmou que estão sendo estudadas outras alternativas para “não fazer nada que prejudique a população”.

A reação da Câmara e do Senado se deu após o ministro Eduardo Guardia afirmar, na última segunda-feira, 28, que deveria ser utilizado o dinheiro de impostos ou de eliminação de benefícios, sem dar maiores detalhes, para o cumprimento do novo acordo com os caminhoneiros, que prevê a redução do PIS/Cofins do óleo diesel. No entanto, Guardia afirmou, na manhã desta terça-feira, que não quis fazer menção a um possível aumento de impostos.

“O que o governo fará para compensar essa redução de impostos é a redução de incentivos fiscais. Em nenhum momento, o governo trabalha com a hipótese de aumento de impostos”, explicou Guardia.

Apesar disso, a Câmara aprovou o Projeto de Lei (PL) 8456/17, que aumenta a contribuição previdenciária para diferentes setores da economia, prevendo a isenção do PIS/Cofins para o diesel até o fim do ano. A medida, chamada de reoneração da folha de pagamento, retoma a alíquota de 20% da folha de pagamento de setores empresarias que empregam menos. Por isso, para Rodrigo Maia, o PL não pode ser considerado um aumento de impostos.

O PL, agora, aguarda a votação no Senado, o que pode ocorrer ainda nesta terça-feira. Na última segunda-feira, o Senado aprovou a urgência do projeto que zera a alíquota de PIS-Cofins sobre o óleo diesel até o final de 2018.

 

Leia também: Greve dos caminhoneiros entra no 9º dia

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

4 Opiniões

  1. Francisco Taborda disse:

    Que pagamos impostos demais, não é novidade! Afirmação puramente acaciana.

    O que eu – e talvez a maior parte dos brasileiros – gostaria de saber é o que esses dois insignes presidentes das duas casas legislativas já fizeram de bom para o país. Que planejam seus futuros para colher os melhores frutos possíveis para si, já sabemos. Não temos a menor dúvida. O que planejam fazer par tirar o país do buraco em que se encontra é a pergunta interessante de se ter uma boa resposta.

  2. Fábio R. Gugik. disse:

    EUNÍCIO DE OLIVEIRA:
    Você, que se esconde atrás de uma nuvem chamada senado:
    Quem é que vai pagar tua viagem que fez na última quinta feira Às 15hs do Ceará para Brasília?
    Apenas para desfazer sua péssima ação de dar as costas para os camioneiros e não aceitar as propostas de que naquele mesmo dia e hora poderia se ter acabado com a greve?
    Assim “VOSSA EXCELẼNCIA”, se é que posso assim chamá-lo se é que assim o Senhor merece? ( merece????) Tenho plena certeza de que não merece!
    Pois não acatou, a espera das propostas dos camioneiros naquele dia, e em seguida pegou um jato de carreira e foi para o Ceará às 12hs, e às 15 hs, um jato da FAB a pedido presidencial foi buscá-lo !
    QUEM PAGA A CONTA EUNÍCIO IRRESPONSÁVEL DE OLIVEIRA?
    ,” md presidente do senado”, poderia ser do assistencialismo afinal é do que fazem para eles, e jamais pensam na população brasileira !
    Agora vem querer fazer média nas costas do povo brasileiro que não é bobo!
    Faz uma média junto com rodrigo maia para tentar abafar seus percalços e suas falhas……
    Mas, não admite e nem pede desculpas, e muito menos paga por seus erros !
    Assim como naquela viagem ali citada !
    VERGONHA BRASILEIRA, EXEMPLO MUNDIAL DE CORRUPÇÃO E DE MÁ ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO !
    O POVO, VẼ TUDO E SABE DE TUDO !
    SENADO E CÂMARA : DOIS LIXOS INSIGNIFICANTES PARA O BRASIL !
    CABIDE DE EMPREGOS E DE CORRUPTOS !!!!!!!

  3. Aureo Ramos de Souza disse:

    Nada disso vai acontecer e o presidente não irá aumentar impostos algum, acabei de assistir agora mesmo 21:18 h. Maia e Eduardo não sabem o que estão dizendo.

  4. Aureo Ramos de Souza disse:

    Rodrigo Maia e Eduardo Guardia não sabem de nada, a pouco o Jornal anunciou anunciou que não haverá aumento de combustível ou de impostos. Tá bom eles se retrucarem do que dizem

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *