Início » Brasil » Preso, Lula reafirma candidatura à presidência
MANIFESTO

Preso, Lula reafirma candidatura à presidência

Ex-presidente também criticou o ministro do STF Edson Fachin

Preso, Lula reafirma candidatura à presidência
Lula está preso desde abril no prédio da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

Em manifesto divulgado nesta terça-feira, 3, o ex-presidente Lula reafirmou a sua candidatura à presidência nas próximas eleições, em outubro.

Preso desde abril no prédio da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, Lula, que cumpre pena por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do apartamento triplex no Guarujá, lidera recentes pesquisas de intenção de voto para a Presidência. O ex-presidente pode, no entanto, ser impedido de disputar o pleito com base na Lei da Ficha Limpa.

Lula também criticou o ministro do STF Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo, em função de suas decisões individuais em pedidos feitos por sua defesa no tribunal.

“As decisões monocráticas têm sido usadas para a escolha do colegiado que momentaneamente parece ser mais conveniente, como se houvesse algum compromisso com o resultado do julgamento. São concebidas como estratégia processual e não como instrumento de Justiça […] Tal comportamento, além de me privar da garantia do juiz natural, é concebível somente para acusadores e defensores, mas totalmente inapropriado para um magistrado, cuja função exige imparcialidade e distanciamento da arena política. Não estou pedindo favor; estou exigindo respeito”, afirmou Lula no manifesto que foi lido nesta terça durante uma reunião da Executiva do PT.

O ex-presidente Lula voltou a dizer que é inocente e que sua candidatura será registrada até o prazo determinado pela Justiça Eleitoral.

“Não cometi nenhum crime. Repito: não cometi nenhum crime. Por isso, até que apresentem pelo menos uma prova material que macule minha inocência, sou candidato a presidente da República. Desafio meus acusadores a apresentar esta prova até o dia 15 de agosto deste ano, quando minha candidatura será registrada na Justiça Eleitoral”, ressaltou ainda Lula.

Fontes:
Terra - Em manifesto, Lula critica Fachin e reafirma candidatura à Presidência

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. ROBERTO HENRY EBELT disse:

    Em malfadados 13 anos no poder, o PT conseguiu emplacar 13 juízes novos no STF, cuja composição é de 11 membros. Dá para entender a segurança com que Lula declara que será candidato. Oremos para que seus indicados compreendam, ao contrário de Toffoli, que devem fidelidade às leis e à nação e não ao seu padrinho.

  2. Buckminster disse:

    Que venha Lula, para que possa experimentar a sua maior derrota no primeiro turno aos pés de Jair Bolsonaro! Comunismo, nazismo e outros lixos devem ser banidos do Brasil; que Lula se filie a um partido Venezuelano, cubano ou norte coreano e desapareça do Brasil para sempre; só perdeu para FHC na implantação de tantos problemas…

  3. carlos alberto martins disse:

    tendo como padrinho e defensor o quadrilheiro GILMAR MENDES nada é impossivel.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *