Início » Brasil » Presos são decapitados durante rebelião em Penitenciária no Paraná
Penitenciária Estadual de Cascavel

Presos são decapitados durante rebelião em Penitenciária no Paraná

Rebelião de detentos na Penitenciária de Cascavel mantém dois agentes reféns e matou quatro pessoas

Presos são decapitados durante rebelião em Penitenciária no Paraná
Prisioneiros iniciaram a revolta na manhã de domingo pedindo melhores condições de alimentação e assistência jurídica (Reprodução/G1)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Dos 1040 detentos da Penitenciária Estadual de Cascavel, no Paraná, cerca de 600 aderiram a uma rebelião no domingo, 24, que matou pelo menos quatro presos, dois decapitados e outros dois morreram após terem sido jogados do telhado de um dos prédios.

As negociações com os líderes dos presos para dar fim à revolta prosseguem, mas foram interrompidas às 20h de ontem, sendo prevista a retomada para às 7h desta segunda-feira, 25. Presos e dois agentes penitenciários ainda são mantidos reféns.

Cinco prisioneiros teriam sido jogados do telhado pelos revoltosos de uma altura de 15 metros, dos quais dois tiveram que ser levados para o Hospital Universitário. A lista de mortos e feridos será divulgada no fim da rebelião, segundo a Polícia Militar.

A revolta dos presos teria sido motivada pelos maus-tratos, má qualidade da alimentação e falta de assistência jurídica, pois alegam que vários teriam direito à revisão da pena. O motim começou por volta das 6h de domingo, quando agentes penitenciários se preparavam para servir o café da manhã.

Os que aderiram ao movimento exibiram a bandeira da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), que atua em presídios de vários estados, principalmente em São Paulo.

Fontes:
Estadão - Presos são decapitados em rebelião no Paraná
G1 - Sobe número de presos mortos em rebelião na Penitenciária de Cascavel

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *