Início » Brasil » Pressão de Cuba provoca nova deserção no Programa Mais Médicos
Fuga para Miami

Pressão de Cuba provoca nova deserção no Programa Mais Médicos

Médica cubana se torna a primeira a fugir para Miami por medo de ter de se separar dos familiares

Pressão de Cuba provoca nova deserção no Programa Mais Médicos
Segundo os cubanos, emissários de Cuba vêm pressionando pelo retorno de seus familiares (Reprodução/Internet)

A médica cubana Dianelys San Roman Parrado, que integrava o Programa Mais Médicos desde dezembro de 2013, fugiu para Miami no último sábado, 28, alegando  sofrer pressão do governo de Cuba para que seus parentes voltem à Ilha. É a primeira deserção por razão das ameaças feitas pelo governo cubano de substituir aqueles que vivem com seus familiares no Brasil.

Dianelys trabalhava no município de Jandira, em São Paulo. Em 12 de março, ela contou à Folha que seu marido e filho haviam chegado ao país em novembro deste ano. O menino estava estudando em uma escola bilíngue e o marido vinha trabalhando em uma fábrica de parafusos.

Em mensagem enviada a seu supervisor, Gustavo Gusso, professor da USP, Dianelys confirmou a fuga para os EUA. Disse não ter suportado a possibilidade de ter de se separar do marido e do filho.

 

 

Segundo Gusso, Dianelys andava muito nervosa com a pressão do governo cubano. “Tinha medo, chorava”, disse.

Segundo os médicos cubanos, ao serem contratados, eles foram informados que poderiam viver com suas famílias no Brasil. O governo brasileiro oferece aos parentes visto de permanência de 36 meses, o mesmo período dado aos médicos. Porém, segundo os cubanos, emissários de Cuba vêm pressionando pelo retorno de seus familiares sob ameaça de perderem a vaga no programa.

Fontes:
Folha - Pressionada, cubana abandona o Mais Médicos e foge para os EUA

1 Opinião

  1. Carlos disse:

    Vai pra democracia de Cuba,lugar onde filho chora e mãe não vê .
    Governos Trapaceiros,usaram os “Medicos” Cubanos para desviar dinheiro público,e ganhar a politica,E se fosse melhor que os nossos Lula e Dilma iam tratar o câncer lá na Ilha do dono Fídel.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *