Início » Brasil » Previsões de Guedes
COLUNA ESPLANADA

Previsões de Guedes

Se a reforma da Previdência for aprovada pelo Congresso, 'o Brasil vai voar com o crescimento da economia nos próximos 10 anos'

Previsões de Guedes
Guedes pontuou que o Brasil precisa simplificar os impostos antes de abrir o mercado (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

Se a reforma da Previdência for aprovada pelo Congresso, “o Brasil vai voar com o crescimento da economia nos próximos 10 anos”. A previsão otimista foi apontada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, em reunião esta semana com deputados que integram a frente em defesa do livre mercado. Guedes também adiantou que os deputados aliados do presidente da República, Jair Bolsonaro, serão municiados com estudos e estatísticas para defenderem ponto a ponto o texto que será enviado.

Idiotas, não!

Guedes pontuou que o Brasil precisa simplificar os impostos antes de abrir o mercado. “Somos liberais, mas não somos idiotas”, disse o ministro, conforme Coluna apurou.

Do coldre

A Polícia Federal deve convocar em junho mil policiais aprovados no último concurso. A revelação é do presidente da Associação dos Delegados de PF, Edivandir Paiva.

Controle do PSL

Não é só fundo eleitoral para supostos candidatos-laranjas. O núcleo de Bolsonaro está alerta com informes de como Bebianno conduziu articulações nos estados na campanha.

Ôh, Fulano!

Em meio à crise que cerca o secretário-geral da Presidência, ministro Gustavo Bebianno, está em discussão no Palácio texto de um decreto para acabar com o “Vossa Excelência” e todos os outros pronomes de tratamento direcionados às autoridades.

Servidores da nação

A ideia conta com a simpatia de Bolsonaro e ministros que alegam serem “todos servidores” e não veem necessidade de tratamento diferenciado. Isso explica o tom informal de Bolsonaro no áudio vazado: “Ôh Bebiaaaanno, agora não…”

Claque

Projeto com mesmo teor foi apresentado em 2017 pelo ex-senador Roberto Requião (MDB-PR), mas foi arquivado. Na Câmara, a recém-eleita deputada Carla Zambelli (PSL-SP) também apresentou proposta (PL 4/19) que pretende dispensar a forma de tratamento “Vossa Excelência” para os detentores de cargos públicos.

Aliás…

… Requião não é chegado a tratamentos pronominais. Deu um troco na então presidente Dilma Rousseff anos atrás. Ela mandara uma secretária da secretária lhe telefonar para cumprimentar pelo aniversário. Ele se calou. No aniversário de Dilma, o senador a enviou um cartão de felicitações. Assinado pelo motorista.

Barragens

Paralelamente à Força Tarefa que já foi criada, o Ministério Público do Trabalho vai anunciar projeto dentro da Coordenadoria de Meio Ambiente do Trabalho para reforçar a fiscalização, ininterrupta, de todas as barragens em situação de risco no país.

Cerco na conta

De acordo com o procurador do Trabalho, Márcio Amazonas, o MPT atua tanto pela busca da responsabilização da mineradora Vale, como também para que sejam evitadas novas tragédias. Adianta que deverão ser ajuizadas mais ações contra a Vale para reparação do dano moral individual, e do dano moral coletivo. O MPT ajuizou ação cautelar e conseguiu bloquear R$ 1,6 bilhão da mineradora.

Na mira…

Já está na Procuradoria-Geral da República representação da bancada do PSOL que pede apuração do esquema envolvendo candidaturas laranja do PSL em Pernambuco e Minas Gerais. O PSOL menciona decisão do TSE (Recurso Especial Eleitoral nº 1-49/PI), que aponta que o “lançamento de candidaturas fictícias (…) compõe o conceito de fraude de que trata o artigo 14, §10 da Constituição Federal”.

… da PGR

Integrantes do Governo Bolsonaro temem que a permanência do secretário-geral da Presidência, ministro Gustavo Bebianno, fragilize e comprometa as articulações no Congresso pela aprovação da reforma da Previdência. Dizem, intragabinetes, que a situação do ex-homem forte deve se agravar e “dar munição” para a oposição.

Energia

A Rio Claro 2 SPE, subsidiária da Pacto Transmissão, acaba de receber do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste a aprovação do financiamento  para construção de subestação e redes de distribuição de energia em Jataí (GO). O financiamento é de R$ 34 milhões, com geração de 270 empregos em 24 meses.

ESPLANADEIRA

O ex-deputado e ex-vice governador do Amazonas Henrique Oliveira, bem antenado, lançou a coluna virtual de bastidores no www.portalomundo.com.br. O deputado Diego Carvalho assumiu a coordenação da bancada federal mineira no Congresso Nacional.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. LUIZ FERNANDO GONÇALVES COSTA disse:

    Acho uma sem vergonhice. Falta de brasileiridade e desrespeito para com o trabalhador e servidores humildes brasileiro. Deste governo e sua equipe Economica, planejamento e politica. Assim daqueles que já foram um dia governantes; Sempre querendo que boa parte do povo mais pobre ou humildes paguem pelas más administrações, desvio de verbas e incompetência com a coisa pública. Digo isso, porque por várias declarações dada até hoje pelo ministro da economia e “tecnocratas da previdência social” que reforma da previdência tem que ser feita. Pois senão os trabalhadores e servidores mais humilde irão pagar conta maior. Isso porque falta macheza, desculpe pela expressão. Por parte dos tecnocratas e do Presidente de acionar a PROCURADORIA DA FAZENDA NACIONAL acionar a cobrança judiciária daqueles que devem fortunas a Previdência e outros tributos. Principalmente do próprio governo, que no momento que privatizou inúmeras estatais e bancos estatais. Só privatizou (vendeu) a preço de banana a parte boa (lucrativo da atividade econômica dessas ex-estatais). Mas ficando para si (governo) com a parte podre. Partes essas que justamente são Previdência (devedora), fundo de pensões de aposentados e pensionistas delas e demais tributos já inscritos muitos, inclusive na DÍVIDA ATIVA DA UNIÃO, OU DOS ESTADOS. Porém ao si livrar da parte boa das estatais e ficando com a parte podre delas. Nenhum ministro, tecnocratos e proprio governante gestor assumiu e fez honrar com a quitação dos já citados debitos que compôs a parte podre que não foi privatizado. Onde finalmente vem resultar o pagamento deste passivo a descoberto a ser pago não só pela população mais pobre. Mas por todo povo eleitor trabalhador brasileiro. E pior, Ter que assistir e/ou ouvir ministro da economia, tecnocratas, politcos eleitos e o próprio PRESIDENTE DA REPUBLICA declarar ” Se reforma não for feita o pobre do povo brasileiro que irão pagar pelo rombo gerado nas contas do GOVERNO. Vejo isso pela ótica mais simples. Pare de conceder incentivo e isenções fiscais e para fiscais, cobre judicialmente o que empresas devem a previdência e ao fisco, organize as contas públicas do governo para que assim o próprio governo comece honrar quitando aquelas parte podres das estatais que não foram privatizadas e assumidas pelo próprio governo e finalmente faça uma auditagem da divida pública da União, Estados, Municípios e Distrito Federal. Que todos virão que rombo das contas públicas irão diminuir significativamente. Mas talvez essa minha proposta seja uma ilusão minha. Porque no país faltam homens honrados e compromissados. Em não ver o país continuar ser saqueados e subtraídos de suas riquezas e recursos financeiros.

  2. carlos alberto martins disse:

    o sr Paulo Guedes está redondamente equivocado ao pensar que a reforma da previdencia irá resolver os nossos problemas.ele tem a mente mais obtusa que já conheci.ele está mais para sanatório do que para ministro.com esse ministro,Bolsonaro vai pagar todos seus pecados de uma forma desconcertante.o que temos é que aplicar uma redução de impostos as industrias numa programação de aumento de produtividade.com um custo menor,o consumidor irá responder de imediato, fazendo com isso um aumento na produtividade,gerando mais empregos,e,lógicamente se irá obter maior recolhimento para o sus e fgts temos tambem que reduzir a cambada de vagabundos no congresso,senado,ministérios , orgaõs que so servem para dilapidar (gastar)o nosso tão sofridos impostos pagos,é um verdadeiro festival que pagamos para sustentar os donos do poder.dentro de Brasilia impéra a prosperidade entre nossos representantes eleitos,fora só temos todos os tipos de incertezas,isto é:desemprego,fóme,insegurança,educação,etc.quando será que deixaremos de ser hienas?

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *