Início » Brasil » Primeiro debate é marcado pela troca de acusações pesadas
segundo turno

Primeiro debate é marcado pela troca de acusações pesadas

Dilma acusou Aécio de nepotismo e mau uso dos recursos públicos; o tucano chamou Dilma de leviana e disse que a presidente é desinformada

Primeiro debate é marcado pela troca de acusações pesadas
O primeiro debate do segundo turno aconteceu na noite de terça, na Bandeirantes (Reprodução/Reuters)

O primeiro debate na TV do segundo turno foi marcado pela troca de acusações pesadas entre os candidatos Dilma Rousseff e Aécio Neves na noite desta terça-feira, 14, na TV Bandeirantes. Os candidatos começaram falando sobre a economia, e a inflação foi o principal foco. Aécio pediu a Dilma para explicar a alta do índice em seu governo. “Estamos vivendo um momento especial, um choque de alimentos e energia que vai passar”, respondeu a petista.

Em seguida o debate esquentou, quando Aécio pediu que Dilma explicasse a sua falta de indignação diante dos escândalos na Petrobras. “Minha indignação é a mesma que a do povo brasileiro”, disse a presidente. Dilma também citou escândalos envolvendo governos tucanos que nunca foram a julgamento. “Estão todos soltos”, repetiu diversas vezes. “O que eu não quero é isso. É essa a minha indignação que o senhor não enxerga”.  Aécio rebateu: “Não queira nos igualar. O que aconteceu na Petrobras é um dos maiores escândalos da nossa República.”

Dilma, em seguida, acusou Aécio de construir um aeroporto no terreno de sua família, um tio, em Cláudio, Minas Gerais, que  estaria sob investigação do Ministério Público Federal por improbidade administrativa (mau uso de recursos públicos). Aécio respondeu que Dilma estava sendo leviana e que o MP atestou para a probidade das obras, que beneficiaram o povo mineiro em detrimento de seu parente.

A ofensiva da presidente atingiu seu auge quando ela acusou Aécio de nepotismo. “Hoje no Brasil é proibido o nepotismo. O senhor tem uma irmã, um tio, três primos e três primas no governo”. Aécio respondeu: “Quero que a senhora diga onde minha irmã trabalha! Não pode, candidata, fazer uma campanha com tantas inverdades. A senhora mente aos brasileiros para ficar no governo. Eleve o nível deste debate”.

5 Opiniões

  1. Mauricio Fernandez disse:

    Pedir coerência e retidão exemplar a qualquer candidato a cargo eletivo é no mínimo inexperiência ou singela ingenuidade. Tudo não passa da força característica das camadas superiores da pirâmide social. Pelo menos é o que nos ensina (mesmo que não compreendido por alguns) os fatos relatados pela história. Aécio corre sério risco de perder para ele mesmo, não para Dilma, se não corrigir sua propaganda no horário eleitoral.

  2. Beraldo Dabés Filho disse:

    A Dilma, nos debates, tem se mantido calma e equilibrada, muito ao contrário do Aécio Pinóquio, que oscila entre o sorriso forçado e a expressão de ódio bem estampada no rosto, a ponto de chamar a Dilma de leviana, quando questionado sobre o “Aeroporto Rural Aécio Neves”. A Dilma tem tido a dignidade de não meter o dedo na ferida revelada pela filha do Guido Mantega sobre o terrível hábito do Aécio Pinóquio, mas como tudo tem limite, é bom que ele meça suas palavras.
    AÉCIO: QUEM CONHECE NÃO VOTA!
    __________________________________________
    NÃO VOTE EM BRANCO E NEM ANULE SEU VOTO!

  3. PC disse:

    Algumas realizações do governo ptista que no debate de amanhã no SBT às 18 hs, Aecio precisa questionar com a presideANTA: Porto no Uruguai: US$ 2,6 bilhões; Perdão de dívidas de 12 países africanos: US$ 950 milhões; Metrô na Venezuela: US$ 1,5 bilhão; Porto de Mariel em Cuba: US$ 2,5 bilhões; Hidrelétrica na Nicarágua: US$ 2,3 bilhões. E no País faltando saúde, segurança e escola.

  4. André Luiz D. Queiroz disse:

    Eu não gostei, achei tudo muito chato! Tudo muito ensaiado, sem espontaneidade, de nenhum dos lados… Mas, de fato, como disse helo, Aécio foi muito mais focado em propostas do que Dilma. Também achei muito tolo que Dilma Rousseff tenha insistido tanto no resultado da eleição para o governo de Minas Gerais, dizendo que “Aécio perdeu”. Ora bolas!, quem concorreu a governo de Minas Gerais não foi Aécio, foi Pimenta da Veiga (o qual foi, de fato, uma escolha equivocada do PSDB para concorrer ao governo de Minas…) E daí? O que mais interessa, a meu ver, não é se o candidato ‘A’ ou ‘B’ ganhou/perdeu n vezes a esse ou aquele eletivo, mas sim se ele reúne as aptidões administrativas, as propostas mais coerentes e, principalmente!, a idoneidade para exercer o cargo a que está concorrendo! E por esses quesitos, a meu ver, Aécio ganha disparado de Dilma Rousseff para ser o próximo presidente da república!

  5. helo disse:

    Não senti entusiasmo da presidenta de governar. Fez ataques pessoais mas com cara sem expressão. Nos intervalos do debate, a campanha da Dilma só com ataques, a do Aécio só com propostas. Gostei quando Aécio lembrou que FHC pegou inflaçao de 800% e levou para o zero, e quando disse que Lula reconheceu que o Bolsa foi a proposta boa de FHC, até mantido o nome. E que não vai acabar com ela, como a campanha do medo diz. A expansão do Bolsa, que Dilma repetiu e repetiu, só foi possível pelos 10 anos de estabilidade. Agora a estabilidade acabou, e não vai passar fácil como ela diz.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *