Início » Brasil » Primeiro-ministro da Grécia veio ao Brasil pedir conselhos a Dilma e Lula
Internacional

Primeiro-ministro da Grécia veio ao Brasil pedir conselhos a Dilma e Lula

Em 2012, Alexis Tsipras se reuniu com a presidente e o ex-presidente para aprender a resgatar a economia de seu país

Primeiro-ministro da Grécia veio ao Brasil pedir conselhos a Dilma e Lula
Tsipras e Lula em 2012, grego disse que Brasil é um exemplo de superação da crise de formas alternativas à austeridade (Foto: Reprodução/Estadão)

O novo primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsipras, buscou no Brasil conselhos de como resgatar a economia de seu país. Em dezembro de 2012, quando ele ainda começava sua campanha rumo ao cargo, Tsipras se reuniu com Dilma e Lula em Brasília para ouvir sugestões de como tirar a economia grega da crise.

Na época, o hoje primeiro-ministro era apenas o líder do partido de esquerda do país, o Syriza. Ele veio ao Brasil em busca de apoio e aprendizado para derrubar o modelo de austeridade adotado no país. Teve uma reunião de uma hora e 15 minutos com a presidente Dilma Rousseff e, ao sair do encontro, disse que a Grécia deveria usar o Brasil como exemplo de como sair da crise.

“A mensagem do Brasil para o povo grego é de que a saída da crise não pode ocorrer por memorando de austeridade, mas apenas por políticas de coesão social, crescimento e redistribuição”, disse o grego.

Da capital federal, Tsipras foi a São Paulo, onde teve uma conversa com o ex-presidente Lula. Segundo uma publicação do site Instituto Lula, o grego disse ter escolhido aprender no Brasil, porque o país “provou para o mundo que é possível ter sucesso enfrentando a crise com caminhos alternativos”.

Segundo o texto, Lula teria dito que a austeridade castiga os trabalhadores europeus e usado como exemplo o seu discurso da marolinha, dito em rede nacional em dezembro de 2008.

“No dia 22 de dezembro de 2008 entrei em rede nacional para fazer um pronunciamento à nação. Havia um clima de terror, dizendo que o povo não ia comprar porque estava com medo de perder o emprego. Fiz um pronunciamento dizendo que essa crise no Brasil seria uma marolinha. Mas que, se o povo não fosse às compras, aí sim a crise ia chegar. O que aconteceu? Pela primeira vez na história do Brasil, as classes C, D e E consumiram mais que as classes A e B”, explicou Lula.

Fontes:
Estadão-Em 2012, primeiro-ministro da Grécia pediu conselho a Lula e Dilma sobre economia

3 Opiniões

  1. Ludwig Von Drake disse:

    Quem diria, a Grécia, berço da Filosofia, aprendendo com o apedeuta assumido Lulla…. este mundo é um absurdo.

  2. Revoltado disse:

    isso, siga os passos da quadrilha…. só que são joão é só em Julho!!!

  3. Revoltado disse:

    … se alguém ainda mantinha uma certa dúvida da inteligência desse rapaz, bem… sair de um encontro com os chefes da quadrilha dizendo que:
    – o país “provou para o mundo que é possível ter sucesso enfrentando a crise com caminhos alternativos”.
    … hahaha… a grécia vai acabar de afundar lindamente… assistiremos de cadeira.
    esse greguinho foi eleito por uma multidão que, lá na frente, vai receber a conta… todos recebem…. no Brasil, tudo aumentou, a Petrobras quebrou de tanta ladroagem, e esse idiota grego diz uma m* dessas….

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *