Início » Brasil » Prisões por fraude marcam segundo dia do ENEM
POLÍCIA FEDERAL

Prisões por fraude marcam segundo dia do ENEM

Onze pessoas foram presas após serem flagradas utilizando ponto eletrônico

Prisões por fraude marcam segundo dia do ENEM
Equipamentos apreendidos pela PF nas operações durante o ENEM (Fonte: Reprodução/Divulgação)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Onze pessoas foram presas neste domingo, 6, no segundo dia de provas do ENEM 2016, em duas operações realizadas em oito estados brasileiros para combater fraudes contra o exame. A informação foi divulgada pelo delegado da Polícia Federal Franco Perazzoni.

Leia também: Justiça nega pedido de suspensão do ENEM

Todos os presos foram flagrados utilizando ponto eletrônico, segundo o delegado, que não soube dizer, no entanto, quantos estavam fazendo a prova e quantos passavam o gabarito.

As investigações da PF continuam para apurar se houve mais fraudes do que os casos já descobertos neste domingo.

Em Montes Claros, Minas Gerais, a PF tinha como alvo uma organização suspeita de usar uma central de telefones e pontos eletrônicos para repassar informações aos candidatos. A organização cobrava até R$ 180 mil por gabarito.

Dez do total de 11 prisões neste domingo ocorreram no âmbito da operação “Embuste” realizada pela PF em Minas Gerais. A ação cumpriu 28 mandados judiciais: 4 de prisão temporária, 4 de condução coercitiva, 15 de busca e apreensão e 5 de sequestro de bens. A outra prisão ocorreu em Fortaleza. Um rapaz foi detido após ser flagrado utilizando equipamento eletrônico preso ao corpo e pontos de escuta nos ouvidos.

A PF informou ainda que os candidatos que recorreram à fraude visavam principalmente cursos de medicina.

A outra operação da PF, batizada de Jogo Limpo, foi realizada nos estados do Maranhão, Piauí, Ceará, Paraíba, Tocantins, Amapá e Pará.

Em nota, a PF informou que, “no decorrer das investigações, conseguiu identificar o repasse de gabaritos, mediante moderna central telefônica via celular, para candidatos situados em diversas partes do país, em evidente fraude ao Enem/2016”.

Fontes:
G1 - Polícia Federal prende 11 por suspeita de fraude ao Enem 2016

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

5 Opiniões

  1. Vitafer disse:

    Que nação podre!

  2. Roberto1776 disse:

    Impressionante que um país como o Brasil não tenha vagas suficientes para que um aluno possa fazer um curso de medicina sem se submeter a estes testes furados. Por que as escolas (particulares) não promovem um sistema de aceitação baseado no histórico escolar do aluno? Quantos às universidades públicas, elas já estão desacreditadas mesmo e ficariam para os movimentos sociais se deitarem e rolarem despudoradamente como fazem atualmente.

  3. Almanakut Brasil disse:

    Ministro atribui denúncia de vazamento de redação do Enem a “redes vinculadas a partidos”

  4. Almanakut Brasil disse:

    BANDIDO BOM, BANDIDO MORTO? TEMA DE REDAÇÃO ENEM

    ficaadica

  5. Áureo Ramos de Souza disse:

    E PÕES PODRIDÃO NISSO.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *