Início » Brasil » Privatização da Eletrobras deve ocorrer no período eleitoral
EM 2018

Privatização da Eletrobras deve ocorrer no período eleitoral

Presidente da estatal afirmou que a privatização na época de eleição não preocupa o investidor

Privatização da Eletrobras deve ocorrer no período eleitoral
Se a privatização 'não ocorrer, vende-se usina a usina', diz Wilson Ferreira Júnior (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Em entrevista à coluna Mercado Aberto, do jornal Folha de S.Paulo, o presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Júnior, afirmou que a privatização da estatal deve ocorrer entre setembro e dezembro de 2018.

Leia também: Senadores de oposição vão à PGR contra a privatização da Eletrobras
Leia também: Governo propõe privatizar a Eletrobras

Wilson Ferreira ressaltou que a privatização na época de eleição não preocupa o investidor: “Nem o estrangeiro e nem o brasileiro. Se tem uma oportunidade de um negócio em uma companhia, não tem nada a ver com eleição”.

Ainda segundo o presidente da estatal, “o negócio de infraestrutura é de 30 anos. Não tenho dúvida de que haverá interesse porque são as últimas [usinas]. Depois delas, o mapa fica quase completo.

A privatização da Eletrobras enfrenta, no entanto, resistências na Câmara e no Senado, inclusive na base governista.

O presidente da estatal argumenta que, se a privatização “não ocorrer, vende-se usina a usina. A Eletrobras ficaria com todos os custos e perderia a capacidade instalada de 14 mil megawatt-hora, uma Itaipu. A Eletrobras aguenta? Duvido”.

Fontes:
Folha de S.Paulo - Privatização da Eletrobras junto de eleição não assusta investidor, diz presidente

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *