Início » Brasil » Procurador-geral pede prisão imediata de réus do mensalão
STF

Procurador-geral pede prisão imediata de réus do mensalão

Pedido será analisado pelo presidente do tribunal e relator do processo, ministro Joaquim Barbosa

Procurador-geral pede prisão imediata de réus do mensalão
Roberto Gurgel, procurador-geral da República (Fonte: Reprodução/SCO/STF)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, pediu na noite desta quarta-feira, 19, ao STF a prisão imediata de todos os réus condenados no julgamento do processo do mensalão.

Leia também: Presidente da Câmara diz que decisão do STF é ‘ingerência’
Leia também: Supremo decreta perda de mandato de deputados condenados do mensalão

O pedido será analisado pelo presidente do tribunal e relator do processo, Joaquim Barbosa. A decisão do ministro deve ser anunciada nesta sexta-feira, 21.

Decisões urgentes a cargo de Barbosa e Lewandowski

Entre os 25 réus condenados, 11 vão cumprir a pena em regime fechado, incluindo o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, o empresário Marcos Valério, que é considerado o operador do esquema, e o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares.

Com o recesso do Judiciário, que começa nesta quinta-feira, 20, e vai até o início de fevereiro, Joaquim Barbosa ficará responsável por todas as decisões urgentes do tribunal “até meados de janeiro, pelo menos”. Depois, o vice-presidente do Supremo, ministro Ricardo Lewandowski, assumirá.

Embora o pedido de prisão imediata dos réus condenados não tenha sido analisado pelo plenário do STF, alguns ministros já haviam se manifestado contra a medida.

Fontes:
G1 - Gurgel envia ao STF pedido de prisão imediata a condenados no mensalão

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *