Início » Brasil » Produtos têm teor de sódio diferente do anunciado no rótulo
Pesquisa

Produtos têm teor de sódio diferente do anunciado no rótulo

Pesquisa feita pelo Instituto de Defesa do Consumidor revelou que alguns alimentos chegam a ter uma quantidade de sódio muito maior do que o anunciado

Produtos têm teor de sódio diferente do anunciado no rótulo
Diferenças reveladas pela pesquisa podem comprometer um plano alimentar (Reprodução/Internet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Uma pesquisa feita pelo Instituto de Defesa do Consumidor (Idec) descobriu que o teor de sódio em alimentos vendidos em supermercados pode ser diferente do que o anunciado nas embalagens.

Entre março e abril deste ano, o Idec enviou para análise 291 alimentos, de 90 marcas diferentes. Ao fim da pesquisa, foi constatado que 27 deles apresentaram um teor de sódio diferente do que estava escrito no rótulo. Os pesquisadores observaram que, em alguns deles, a concentração de sódio foi menor do que a informada. Entretanto, a variação em sete dos produtos analisados foi superior a 40%, como foi o caso da salsicha Viena Frigor Hans, que contém 66,3% a mais de sódio do que o anunciado no rótulo.

Ana Paula Bortoletto, nutricionista do Idec, assegura que valores menores podem até ser bons para a saúde, mas alerta para os direitos do consumidor. “Esse é um sinal de descontrole e, principalmente, fere o direito do consumidor de ter acesso à informação correta”, diz a nutricionista.

Os produtos analisados integram o acordo voluntário firmado entre o Ministério da Saúde e a indústria alimentícia para a redução dos níveis de sódio nos alimentos. Ana Paula afirma que há a necessidade de ampliar a fiscalização. “Se ocorre com o sódio, pode ocorrer também com outros componentes do produto.”

De acordo com Rui Povoa, diretor da Sociedade de Cardiologia de São Paulo, as diferenças reveladas pela pesquisa podem comprometer um plano alimentar. “Os nutricionistas baseiam-se nas tabelas para elaborar as dietas aos pacientes.”

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda a ingestão de, no máximo, seis gramas diárias de sódio, equivalente a 2,4 gramas de sódio. “O brasileiro ingere o dobro, sendo boa parte proveniente de produtos industrializados”, afirma Povoa.

Fontes:
Estadão-Produtos têm teor de sódio diferentes das embalagens

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *