Início » Brasil » Projeto contra comércio de cigarro só leva fumo
Coluna Esplanada

Projeto contra comércio de cigarro só leva fumo

O deputado Vilson Covatti (PP-RS) devolveu sem parecer na Comissão de Constituição e Justiça, um projeto de lei sobre restrição de venda de ‘produtos fumígeros’ em locais públicos.

Projeto contra comércio de cigarro só leva fumo
Na próxima quinta, haverá audiência pública na Câmara para comemorar o Dia Mundial Sem Tabaco, organizado por ONG (Foto: Pixabay)

Um exemplo de como continua forte o lobby da indústria do cigarro na Câmara. O deputado Vilson Covatti (PP-RS) devolveu sem parecer na Comissão de Constituição e Justiça, no fim do mandato em janeiro, um projeto de lei que pegou em dezembro de 2013, sobre restrição de venda de ‘produtos fumígeros’ em locais públicos. O PL 5823, que tramita há 14 anos (!), proíbe comércio de cigarros e afins em locais de embarque e desembarque de passageiros: ou seja, portos, aeroportos e rodoviária, o filão. A CCJ agora designou novo relator. Trata-se de… Covatti Filho (PP-RS).

Sinal de fumaça

Até o fechamento da Coluna, a assessoria do Covatti Filho não havia respondido o cronograma do relatório. E se sai este ano ou daqui a dois, devolvido.

Sem fumo

Na próxima quinta, haverá audiência pública na Câmara para comemorar o Dia Mundial Sem Tabaco, organizado por ONGs. No plenário 7, pela tarde.

Rio Olímpico

Já tem carioca dizendo que a modalidade Corrida com Obstáculos dos Jogos de 2016 será na Lagoa Rodrigo de Freitas – correr de trombadinhas e bandidos.

Sinais da China

Do economista e cientista político Marcos Troyjo, fundador do BRICLab na Columbia Uni (NY) e maior especialista na relação Brasil-China: ‘Tal irradiação de força econômica tem menos que ver com suposta solidariedade entre potências emergentes; mais com o interesse nacional chinês coincidindo com um quadro de necessidades sul-americanas. Não deve haver espaço para qualquer sentimentalismo Sul-Sul’.

Follow the money

Autor da emenda que abria o sigilo de empréstimos do BNDES, vetada pela presidente Dilma, o deputado Alfredo Kaefer desabafa: ‘Todos os brasileiros gostariam de saber onde foram aplicados bilionários recursos em diversos lugares do planeta’.

Marconi & Ayalde

Governador de Goiás, o tucano Marconi Perillo anda em alta em Brasília (com as Embaixadas). Fez a embaixadora dos Estados Unidos, Liliana Ayalde, rodar 150 km para Pirenópolis (GO), onde prestigiou a festa do Divino e a Cavalhada.

Quinteto do Poder

Marconi ainda reuniu em sua fazenda e nos festejos outros cinco importantes embaixadores: da Polônia, Irlanda, Alemanha, Holanda e Cazaquistão.

Assalto

Por reforço no caixa, sobra de novo para você. O Governo reajustou em 50 centavos o preço dos volantes de loterias, mas congelou os prêmios para pequenos acertos.

Tão perto…

Joaquim Levy, ministro da Fazenda, indica que está preocupado com a baixa arrecadação na crise. Logo ele, que controla a pasta que acaba de alugar por R$ 1,4 milhão/mês um edifício inteiro só para acomodar a Procuradoria do órgão.

..tão longe

Pegou muito mal entre ministros palacianos o aluguel de edifício pela Procuradoria Geral da Fazenda, justamente em tempos de crise e corte de custos. Pasmos, alguns ministros encomendaram lista dos contratos de aluguéis de suas pastas.

Não tem choro

O STJ manteve a denúncia do MP contra o ex-prefeito de Jaraguá (GO), Lineu Olímpio, hoje direto da Conab. Ele recorria contra a investigação na Cooperativa Cooperlook, de locação de veículos que prestava serviços a prefeitura.

Renan x Cunha

Mais que o novo pacto federativo, o encontro de governadores promovido por Renan Calheiros visa dar maior protagonismo à sua presença no cenário nacional e ao Senado, em razão de a Câmara conseguir este papel na gestão Eduardo Cunha.

À mesa

Presidentes do Senado e Câmara, Renan Calheiros e Eduardo Cunha vão jantar em breve para aparar as arestas.

#dizaí

O PT envia spam Brasil afora por e-mail para colher opinião de como o partido pode melhorar. Os resultados serão apresentados no 5º Congresso Nacional, em Salvador.

Ponto Final

O comentário é que acabou a tinta da caneta de Dilma – a mesma da qual saiu a Lei de Acesso à Informação não saiu o veto ao fim do sigilo nas operações do BNDES.

 

Com Equipe DF, SP e Nordeste

1 Opinião

  1. Said Mustafá Amin disse:

    O PT não melhora não, é contra a natureza da esquerda reconhecer seus erros; é sempre um complô da direita.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *