Início » Brasil » Promotores mudaram data de denúncia contra Lula para ‘criar distração’
VAZA JATO

Promotores mudaram data de denúncia contra Lula para ‘criar distração’

Na época, um áudio de uma conversa entre Temer e Joesley Batista fez com que promotores escolhessem a melhor data para revelar a denúncia contra Lula, diz site

Promotores mudaram data de denúncia contra Lula para ‘criar distração’
Denúncia contra Lula já estava pronta, mas foi adiada para outro momento (Foto: Agência Brasil)

O site “Intercept Brasil” revelou, nesta segunda-feira, 14, que procuradores da Lava Jato programaram a divulgação da denúncia contra o ex-presidente Lula.

O motivo para o cálculo seria midiático, afastando a população das críticas à Procuradoria-Geral da República (PGR), na época comandada por Rodrigo Janot, e impedindo que a denúncia fosse ofuscada por outros casos.

O caso teria ocorrido em maio de 2017, segundo o mais recente episódio das divulgações de mensagens vazadas conhecido como “Vaza Jato”. Janot estava sob ataque por causa de um áudio vazado de uma delação premiada da JBS que atingia o então presidente Michel Temer.

Por isso, o então procurador Carlos Fernando dos Santos Lima escreveu a colegas procuradores, através do Telegram, que a acusação a Lula sobre o sítio em Atibaia poderia “criar distração”.

Quando o áudio vazou, a denúncia contra Lula já estava pronta. No entanto, em um primeiro momento, o coordenador da Lava Jato, Deltan Dallagnol, adiou as acusações contra o ex-presidente, que iria ocorrer no dia seguinte ao vazamento do áudio. Para Dallagnol, a denúncia contra Lula seria “engolida pelos novos fatos” apresentados contra Temer.

O áudio em questão mostrava uma suposta conversa entre o então presidente Michel Temer e o dono da JBS, Joesley Batista. Na ocasião, Temer teria autorizado o empresário a comprar o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (MDB), então presidente da Câmara dos Deputados.

Poucos dias depois, os procuradores debatiam o áudio pelo Telegram. Os integrantes da Lava Jato mostravam incômodo com as suspeitas de adulteração do áudio – mesmo que a equipe do Paraná não tenha tido participação na delação em questão.

Enquanto esperavam para que um laudo da Polícia Federal comprovasse a veracidade do áudio, o procurador Carlos Fernando dos Santos Lima sugeriu divulgar a denúncia contra Lula. “Assim criamos alguma coisa até o laudo”, escreveu aos colegas. Dallagnol concordou que o plano poderia ocorrer. Dessa forma, a acusação contra Lula foi apresentada no dia 22 de maio, cinco dias depois do áudio vazado de Temer e um dia após a sugestão de Santos Lima.

Em resposta aos questionamentos do “Intercept” sobre o adiamento da denúncia contra Lula, o Ministério Público Federal do Paraná esclareceu que “a força-tarefa ouve a equipe de comunicação quanto ao melhor momento para sua divulgação”. O ex-procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, que sugeriu o a divulgação naquele momento, por sua vez, não respondeu às tentativas do “Intercept”.

Entenda o caso

No último dia 9 de junho, o site “Intercept Brasil” começou a revelar supostas mensagens trocadas pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro, e o coordenador da Lava Jato, o procurador Deltan Dallagnol. Na época dos diálogos, Moro atuava como juiz federal na Operação Lava Jato.

Com a evolução da série de reportagens do “Intercept Brasil”, mais diálogos passaram a ser revelados, em parceria com outros sites e jornais de todo o Brasil. Muitas das reportagens revelam conversas entre os procuradores da Lava Jato.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

7 Opiniões

  1. Dinarte da Costa Passos disse:

    Esse é só começo! É só uma pontinha do Iciberg que está encoberto sobre o oceano do “Golpe” Golpe este que começou a ser planejado e orquestrado pelo MORO e Bolsonaro, tudo para visar a elevação dos mesmos ao poder. Ainda vai aparecer muita coisa e os verdadeiros culpados todos irão para cadeia para aprenderem a não brincar com cara do brasileiro.

    LULA está sobrevivendo a “Cova dos Leões” quero ver quando for jogados seus acusadores, veremos se são milagrosos ao ponto de se safar. Que este dia chegue logo para que se digam entre as nações que há “Justiça no Brasil”. O mundo já acordou faz tempo para a tramoia montada no Brasil, o que precisa é a maioria dos brasileiros se dar conta de que foram enganados.

  2. Roberto Henry Ebelt disse:

    Não entendo como é que vocês repercutem notícias deste lixo conhecido como Verdevaldo.

  3. Henrique Oswaldo Motta disse:

    O Sr. Dinarte deve gostar mesmo de viver na chafurdação do PT ao defender seu principal criminoso, ou será que também levava algum dos bilhões que foram furtados de forma despudorada? Defender que o “Golpe” foi orquestrado por Moro e Bolsonaro é ignorar que a maioria dos deputados e senadores votaram pela saída da Sra. Dilma a qual, a se acreditar que não era ou é corrupta, há que apontar sua absoluta incompetência para gerir o que quer que seja.

  4. Júlio César Cardoso disse:

    Lula devia estar preso com Fernandinho Beira-Mar e Marcola,pois bandido de seu naipe era para ficar isolado e não dando entrevistas e alimentando eleitores mequetrefes e corruptos tanto quanto o Luladrão de que ele é preso político.

  5. Júlio César Cardoso disse:

    É pena que Bolsonaro e militares não deem um fim definitivo em Luladrão para deixar leitor lambe-botas de corruptos,como Dinarte da Costa Passos, mais endemoninhado.

  6. GERALDO DE SOUZA ROMANO disse:

    Alguém tem dúvidas que a esquerda, comandada por lula e cia. destruiu o país nesses 16 anos de desgoverno do pt? tem dó ou ainda acham que lula é inocente que nós, brasileiros dignos e do bem é que somos os responsáveis. O atual governo ja ACABOU com a corrupção, mas falta o principal, ACABAR com a impunidade. Prender todos os coruptos e REPATRIAR trilhões de reais que roubaram do povo brasileiro, que hoje está com mais de 20 milhões desepregados, graças à corrupção comandada por lula livre. Vamos salvar o Brasil, com garra, amor à patria, com Deus e todos unidos na luta contra os canalhas do STF, etc. Que venham as FFAA para acabar com os bandidos de toga. Que sejam julgados e paguem pelo tanto que roubartam e ajudaram destruir o país.

  7. Paulo disse:

    Quando o ódio diminuir as pessoas serão capazes de analisar racionalmente o que aconteceu. E enxergarão que Moro, Bolsonaro, Dilma e Lula são peças de xadrez em um jogo que só a população brasileira perdeu.

    Dica para entender o jogo: diminua a paixão, o ódio e leia a matéria do “inimigo”. Aí as máscaras caem e você saberá quem é quem.

    Nome do jogo: Geo-política mundial.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *