Início » Brasil » Propinas podem ter chegado a R$ 3,4 bi
Caso Petrobras

Propinas podem ter chegado a R$ 3,4 bi

Ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa, revelou que verba usada para pagar a políticos envolvidos no esquema de corrupção da estatal pode chegar a R$ 3,37 bilhões

Propinas podem ter chegado a R$ 3,4 bi
Costa está preso preventivamente e é réu em processos criminais (Reprodução/Folhapress)

A Petrobras, em sua área de abastecimentos, investiu R$ 112,39 bilhões entre maio de 2004 e abril de 2012, período em que foi administrada por Paulo Roberto Costa, acusado de participar de um esquema de corrupção na estatal. Nesses oito anos foram desembolsados R$ 108,13 bilhões, que foram gastos no país e R$ 4,26 bilhões no exterior – já incluídos os aportes referentes à aquisição da refinaria de Pasadena, nos EUA. O levantamento foi feito com base nos balanços divulgados pela empresa.

Leia mais: Oposição quer convocar ex-diretor da Petrobras para depor em CPI

Segundo Costa declarou à Polícia Federal, uma suposta comissão era cobrada sobre uma fatia de 3%, chegando a R$ 3,37 bilhões. Esse percentual seria da propina paga a políticos por empreiteiras e empresas sobre os valores dos contratos firmados com a Petrobras. Costa concordou em denunciar o esquema, em troca da delação premiada, que prevê a redução de pena e até mesmo a anulação dela, se o réu colaborar em todos os sentidos na investigação, inclusive provando tudo o que for delatado.

Os aportes das áreas de abastecimento, que reúne as refinarias da estatal, representam 27,8% dos investimentos totais de R$ 403 bilhões feitos pela Petrobras nesses oito anos, ficando atrás apenas dos desembolsos na área de exploração e produção de petróleo. O cálculo leve em conta apenas os investimentos.

Costa está preso preventivamente e é réu em processos criminais por lavagem de dinheiro, evasão de divisas, formação de quadrilha e ainda por integrar organização criminosa com vista à aquisição de contratos milionários junto ao governo federal, relatam os autos em trâmite na Justiça Federal de Curitiba e a acusação formal do MPF.

O Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional (DRCI) do Ministério da Justiça deverá buscar a repatriação de US$ 28 milhões enviados do Brasil à Suíça. Segundo o Ministério Público suíço, foram identificadas contas bancárias de empresas e familiares de Costa que movimentaram os recursos, dos quais US$ 23 milhões seriam diretamente controlados pelo ex-diretor, aponta a investigação. A descoberta do dinheiro motivou a segunda prisão preventiva do ex-diretor da Petrobras, cumprida em 11 de junho por haver “risco iminente de fuga”, segundo a Justiça.

A colaboração premiada será dividida, depois de formalizada pela força-tarefa do MP, em Curitiba. Parte ficará na esfera do juízo federal de primeira instância. Já a peça envolvendo políticos e servidores com prerrogativa de foro ou função será remetida ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Caberá a ele encaminhar parecer ao Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a delação proposta pela defesa de Costa.

Janot deve se reunir hoje sua equipe para discutir o caso. Caberá a ele decidir se há provas suficientes para abrir inquérito e investigar cada um dos mencionados na delação de Costa.

Fontes:
Valor Econômico-Propinas podem ter chegado a R$ 3,4 bi

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

11 Opiniões

  1. Carlos U Pozzobon disse:

    Na verdade, a corrupção no Brasil está superfaturada em 40% dos preços de mercado, conforme o TCU vem apontando em suas investigações. Isto representa quase 50 bilhões de reais no período. O que isto significa? Que o mito estatal está em perfeita sintonia com o modelo político. As instituições que vão da mídia à Universidade vendem politicamente a ideia de que a Petrobras é nossa, de que as estatais representam a nacionalidade brasileira, e os partidos políticos aliados se atiram como moscas no mel sobre os recursos da estatal, de qualquer estatal. E um partido político chamado Partido dos Trabalhadores segue os postulados marxistas de que a corrupção garante a prevalência de uma direção política e de que uma mentira pode se transformar em verdade se for defendida por um número suficientemente grande de forças heterogêneas para legitimá-la. Se o chefe do mensalão não foi indiciado, se as grandes penas recaíram sobre funcionários subalternos, nada deve abalar um partido que FEZ DA CORRUPÇÃO SUA ESTRATÉGIA DE GOVERNO. Fosse o Brasil um país sério, Dilma estaria fora do páreo.

  2. Joma Bastos disse:

    Atualmente, infelizmente não existe independência política entre a justiça e o poder político. O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, foi nomeado por Dilma Rousseff.
    Mas, felizmente que um dos compromissos de Marina Silva é a independência da Justiça, do Banco Central e dos Bancos Estatais, relativamente ao poder político, como acontece em economias ocidentais idôneas e desenvolvidas.

  3. Joaquim Caldas disse:

    Quanto custou montar o STF que favorece os bandidos de togas? De onde saiu o dinheiro? O congresso virou quadrilha,o senado concordam com os bandidos,o executivo cumpres as ordens e quado fura o STF arquiva?! É de se estranhar que a PF venha a ter crédito profissional,já que só investigou o que não condenava o Lula e Dilma.Mas,agora na boca das eleições,e é sabido que o PT está fora,aparece um “boca de ouro!(costa) e faz crédito denunciante a PF?! Muito estranho,não?Isso não me cheira a delação premiada,dever ser delação programada.No final, nenhum candidato atacam estas denuncias com vigor e a letra fria da lei?
    O crime organizado no Brasil faz da constituição uma piada:os elementos que caracterizam os fatos íipicos,conforme o Código Penal,são condutas dolosa ou culposas – ação ou omissão;comportamento humano.O resultado do com portamento humano.Toda ação dos criminosos políticos apresentam resultados tipificados no CP,mas nenhum responde aos critérios da lei,que não é empregada nos atos desonestos dos políticos.Entre o primeiro elemento do fato típico,que é a conduta e o segundo elemento que é o resultado existe um outro fator que favorece aos bandidos:faltando um dos elementos: o fato típico e a conduta passa a constituir um indiferente penal – fato típico.É aí onde as investigações são maquiada para investigar quem eles querem e não os tipificados no CP.O conteúdo da vontade que está mais do que esclarecido,não se preocupam,consiste na vontade de concretizar as características objetivas do tipo penal,mas também com a culpa – vontade final.Assim não caraterizam crimes típicos e sim atípicos,que merecem todos os cuidados para não incriminar seus agentes,com ist ele vão levando as CPIS e etec….

  4. Joaquim Caldas disse:

    Na realidade os criminosos políticos não são criminosos,apenas eles indicaram cegos para a justiça,STF!

  5. helo disse:

    Quem investigará? A CPI? o STF? O ministro do PT? A Petrobrás? Todos os comentários tem razão. Só a oposição garante a independência perdida com o PT. Espero que Dilma esteja fora do páreo.

  6. Áureo Ramos de Souza disse:

    Saber que roubaram se sabe e muito na Petrobrás, se sabe é notório que o senhor advogado do delator que será premiado pertence a cúpula do PT pois por todos esses anos (08) só agora e em cima da bucha aparece o Sr. de Costa e premei-a o PT para ver se Dilma se salva, tem jeito não PRESIDENTA a casa caiu e o bicho vai pegar de uma hora pra outra aparece um que irá dedurar vossa excelência e o EX PRESIDENTE LULA. Quem viver, verá. Assim foi dito e assim está escrito.

  7. rene luiz hirschmann disse:

    Quem pensa que alguém do PT.PMDB vai preso?. isso só serve para banalizar a corrupção,

  8. inácio Soares disse:

    A Justiça nunca deveria ser cega, nestes casos extremos do dinheiro Público. Nestas horas a Policia Federal tem que mostrar raça e colocar todos na grade. Más também não sabemos o que tem atras destas maracutaias. Portanto a Corrupção está em todas, o certo é que para administrar depende de cada um de nós. Administração e honestidade tem que andar juntas, do contrario fica difícil.

  9. Luiz Ramos disse:

    Charles de Gaulle tinha razão, porque se fôssemos um País sério, a presidente da república e toda a direção da Petrobrás já estariam fora, e na PAPUDA !!! A terrorista búlgara memorizou rapidamente as mentiras de seu guru, o molusco nove-dedos: “Não sei de nenhum ilícito praticado na Petrobras”. Ela foi presidente do Conselho da empresa e “NÃO SABE DE NADA” ??? Que venha uma nova REDENTORA, mas nos moldes de Cingapura, com assepsia total.

  10. JESUS R. DE ARAUJO disse:

    Certa vez, quando trabalhava na DINAMARCA, eu discuti com meu chefe Mr. Wolfang, e ele rebateu da seguinte forma:
    “- Voces tem a maior floresta do mundo, tem o maior rio do mundo, tem a maior lagoa do mundo, tem a maior reserva de minerais do mundo e o maior rebanho de gado bovino do mundo, mas voces “brasileeeros” serão sempre pobres e sem estrutura social, porque voces tem o maior rebanho de políticos corruptos do mundo!” E ele prestou serviço para a Petrobras na Bacia de Campos, por apenas 6 meses… E sabia tudo isto! Pois FHC, Lula, Dilma, Aécio e Marina são gatos do mesmo saco! Aliás, MARINA seria a pior escolha para a nossa sociedade, pois não tem liderança, não tem competência, uma verdadeira marionete orquestrada por seus marqueteiros. E, sem falar de suas inúmeras coisas escusas que aconteceram quando foi ministra do Meio Ambiente. Não anule seu voto, não vote em branco… E não vote em MARINA, pois o descalabro que causaram a nação Jânio Quadros e Fernando Collor, seguramente terá continuidade com Marina. Portanto, não vamos correr este risco, já que ainda existem outros candidatos mais competentes e descentes!

  11. helo disse:

    Como pode Dilma chamar esse crime na Petrobrás de malfeito? Voto Aécio. Se não der arrisco a incógnita Marina. Realmente continuar como está não dá.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *