Início » Brasil » Protestos contra gastos com a Copa marcam a quinta no Brasil
Dia de Lutas contra a Copa

Protestos contra gastos com a Copa marcam a quinta no Brasil

Mobilizações ocorreram ao todo em 14 capitais do país

Protestos contra gastos com a Copa marcam a quinta no Brasil
Manifestantes criticam gastos do governo com o megaevento (Fonte: Reprodução/Reuters)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Esta quinta-feira, 15, foi marcada por protestos em várias cidades brasileiras. O ato ficou conhecido como Dia Internacional de Lutas contra a Copa.

Os manifestantes criticaram principalmente os gastos públicos com o megaevento. Grevistas também aproveitaram a oportunidade para fazer as suas reivindicações.

Sete pessoas foram detidas em São Paulo. Segundo a polícia, elas portavam martelos e coquetéis molotov. Lixeiras, uma cabine da polícia, agências bancárias e uma concessionária da Hyundai, marca patrocinadora da Copa, foram depredadas.

Professores, sem-teto e sindicalistas também protestaram nesta quinta na capital paulista. Vias importantes, como as marginais Pinheiros e Tietê, chegaram a ser fechadas.

Protesto no Rio de Janeiro (Fonte: Reprodução/G1)

A Polícia Militar informou que cerca de 1,3 mil pessoas se reuniram no Rio de Janeiro para protestar contra a Copa. Professores em greve se uniram ao grupo. Várias ruas do centro da cidade foram fechadas. Uma pessoa foi detida portando um estilingue, uma bola de gude e uma máscara.

Houve também ato contra a Copa em Belo Horizonte. Cerca de 600 pessoas se reuniram na noite desta quinta na região central da capital mineira para protestar contra o megaevento e o aumento das tarifas do transporte coletivo.

Os manifestantes gritaram palavras de ordem contra a realização da Copa e pediram investimentos em outras áreas, como saúde, transporte e educação.

As mobilizações ocorreram ao todo em 14 capitais do país. Os protestos simultâneos foram batizados de “15M”, em referência ao dia 15 de maio.

Fontes:
G1 - Ato em SP tem 7 detidos e ataque a loja de marca patrocinadora da Copa
G1 - Protestos reúnem 1,3 mil pessoas e fecham ruas no Centro do Rio

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

5 Opiniões

  1. helo disse:

    A violência é a pior forma de expressão. O silêncio federal e demagógico permite que os protestos, que expressam uma insatisfação verdadeira, percam os limites e a viollência se instale.
    Militantes políticos veteranos e chapa branca se misturam nas ruas e dificultam a nomeação do governo como o real responsável pelos gastos estupendos da Copa e pela alta da gasolina pressionando o preço dos transportes. O governo até dá o mau exemplo de ausência de limites. Seus gastos para se manter no poder são ilimitados.
    Os jovens, que só conhecem o governo do PT, não conseguem ainda perceber o culpado do seu desencanto ou ver uma saída para o desgoverno e a falta de rumo do país. Ótimo seria que protesto se desse também nas urnas. Renovar é urgente, saudável e bom.

  2. Ezequiel Domingues dos Santos disse:

    As intenções são a das melhores exceto a violência e as danificações do patrimônio público e privado. Praticamente sou contra esse evento no Brasil; mas havendo movimentos sem lideranças específicas ficará complicado pois não há um “cérebro” para orientação nos fenômenos provenientes dos protestos exemplo: Nas manifestações do ano passado todo mundo pediu saúde, escola, segurança e etc… então o governo disse que ouviu a população e que vai fazer uma reforma política – pergunto – alguém pediu reforma política?

  3. Áureo Ramos de Souza disse:

    SOU A FAVOR DAS MANIFESTAÇÕES CONTRA A COPA, AGORA VANDALISMO NÃO É PROTESTO. VAMOS SER CONTRA COM PASSIVIDADE E COM FAIXAS DEMONSTRANDO A NÃO SATISFAÇÃO PELOS GASTOS DESNECESSÁRIOS PARA A COPA R$ bilhões gastos pelo Brasil e a FIFA embolsa outros R$ 10 bilhões. O erro tá ai.

  4. JESUS R. DE ARAUJO disse:

    Realmente é uma aberração! Enquanto milhões de brasileiros morrem nas portas de hospitais despreparados, educação de “quinto mundo”, professores mal remunerados, e segurança pública deixando a desejar…a FIFA engordando sua conta bancária com bilhões do dinheiro público. Mas “brasileiro é bonzinho, é babaca”… FORA COPA, E QUE HAJA MILHÕES DE MANIFESTAÇÕES EM TODOS OS ESTÁDIOS! E, tomara que o Brasil perca! Eirá perder!!!

  5. bruno leal disse:

    eu não sou contra este evento, mas eu sou contra como a forma que foi gasto para organizar. Nós vemos gente sofrendo com os hospitais despreparados, transporte público sem eficiência e educação de quinto mundo com professores mal remunerados.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *