Início » Brasil » PSD nos Portos, Kátia ministra
Coluna Esplanada

PSD nos Portos, Kátia ministra

Presidente Dilma cederá a Secretaria de Portos para o partido neoaliado, comandado por Gilberto Kassab

PSD nos Portos, Kátia ministra
Senadora Kátia Abreu (Fonte: Reprodução/Folhapress)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Uma fonte palaciana e um figurão do PSD confirmam: a presidente Dilma cederá a Secretaria de Portos para o partido neoaliado, comandado por Gilberto Kassab. Como adiantou a coluna, o nome para a vaga é a senadora Kátia Abreu (TO), presidente da Confederação Nacional da Agricultura (CNA). Ela está licenciada do cargo e mergulhou em dados sobre o setor e a infraestrutura atual. ‘Ela é uma grande estudiosa do assunto’, diz um membro da executiva do PSD sobre o convite.

Leandro Mazzini é escritor e jornalista

Origens

Não por acaso Kátia concedeu coletiva ontem com balanção da CNA e falou muito de portos. Oficialmente, desconversa: “Sou contrária à repartição partidária de cargos”.

Turma do container

Mexer no porto de Santos é tirar apadrinhados do PSB de Campos, que provoca o PT sobre 2014, mas principalmente de Ciro e Cid Gomes, que já não são tão aliados.

Vaivém

Antes de Portos, foi oferecida a Secretaria de Microempresas ao PSD. A bancada aceitava se pegasse no pacote a Aviação Civil e suas concessões. Aí nada decolou.

Debandada

Após nota publicada sobre a reunião do conselho de ex-presidentes da Assefaz, que aperta o cerco sobre rombo milionário, houve debandada na entidade. A superintendente Rosana Ribeiro pegou avião para Florianópolis domingo e de lá avisou que tirou férias. O presidente Hélio Bernades vai pescar no Araguaia. Funcionários pegos de surpresa.

Arremeteu

Pilotos conseguiram empurrar para 2013 a votação do novo Código Brasileiro de Aviação, que aumentará participação de estrangeiras nas aéreas. O relator, Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), jura que nada muda na jornada de trabalho dos aeronautas.

Coitada da abelha

O setor rural pede mais de um ano para entrada em vigor de portaria do Ibama que proíbe aviação rural para pulverização de lavouras de soja e algodão. Segundo o Ibama, inseticida dizima abelhas. O prejuízo será de R$ 4 bilhões até 2020 com a proibição.

Polêmica do Inquérito

A Polícia Federal faz campanha pesada para que passe no Congresso uma PEC que tira poderes de investigação e fiscalização do Ministério Público. O embate é quente.

Submerso

Submergiu em Brasília a ideia das licitações para estacionamentos subterrâneos. Não se sabe se por causa da burocracia ou por falta de vontade.

Puxadinho Yankee

Após dois anos de imbróglio, a Embaixada dos Estados Unidos em Brasília derrubou o muro que invadia 150m de uma avenida aberta pelo GDF. Cena 2: se o embaixador brasileiro em Washington fizesse o mesmo, já estava numa penitenciária.

Estilos

Brasileiros-parisienses repararam a mudança de estilo da gestão Dilma. Ela ficou hospedada no Bristol Hotel, “excelente, mas longe dos melhores”, diz um bon vivant, a R$ 2.300 a diária. Já Lula ficou no Le Meurice, a R$ 1.400 por noite.

Sempre ela

O Conselho Nacional de Justiça recebeu 16.202 manifestações da sociedade entre Janeiro e Setembro. De acordo com a Ouvidoria, morosidade processual foi o tema predominante nas reclamações.

Pantanal tur

Na avaliação do governo o Pantanal está às moscas, literalmente. O Ministério da Integração e Sudeco lançarão o projeto “Turismo no Coração do País”, para atrair brasileiros, europeus e latinos durante a Copa de 2014.

Vale um Brasil

Como diz Caetano, alguma coisa está fora da ordem… Só o High Line de NY, parque suspenso de 4km, recebe mais turistas que o Brasil inteiro em um ano.

Táxi!

O direito a exercer a atividade de taxista será hereditária, com autorização do poder público, segundo lei aprovada no Senado que vai a sanção da presidente.

Ponto Final

Agora sim, Gilberto Kassab vai nadar de braçada no governo.

Com Vinícius Tavares, Marcos Seabra e Adelina Vasconcelos

www.colunaesplanada.com.br
contato@colunaesplanada.com.br
@colunaesplanada

* É proibida a reprodução total ou parcial da coluna sem a prévia autorização do editor da Esplanada

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. Brazilino Esperanza disse:

    Apenas uma pergunta: o que dona Katia entende de portos? Ou será que não é preciso entender de portos para cuidar deles? Ela é presidente da CNA. Talvez, entenda um pouco de agricultura. Porque não ministra da agricultura, então?

    Política é uma atividade interessante. Outro dia, dona Katia era um dos pilares do DEM. Mudou-se para o PSD de mala e cuia. Não demorou muito para desancar o presidente do novo partido. Gilberto Kassab era autoritário, arbitrário e não republicano. Um verdadeiro déspota não esclarecido no comando da legenda. Estava a ponto de sair do partido. Agora, dona Katia é a representante do Kassab no ministério de dona Dilma Kirschner. Um pouco mais de serenidade poderia tornar as coisas mais aceitáveis, não é mesmo? Como alguém tão destemperada vai conseguir gerir uma pasta complicada e cheia de interesses em jogo.

    Ver para crer.

  2. Inácio Antônio Soares Neto disse:

    Espere que a Senadora Kátia Abreu por ser da linha partidária da Oposição, mesma sendo Ministra da atual situação não ha como haver a venda da sua moral?… Pois estamos de olho. Quando estava no Democrata foi uma guerreira no Código Florestal.

  3. Mauricio Fernandez disse:

    Dona Kátia Abreu é da OPOSIÇÃO e MINISTRA. Não podemos esquecer que também é Senadora o que verdadeiramente importa em uma via onde milhares de mãos ofertam e outras recebem. Mas não seria o caso da Dona Kátia Abreu pegar a Presidência do SUS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE no lugar da Secretaria de Portos de que também nada entende? Afinal de contas e tida como uma “guerreira”. O povão agradeceria de saber em que guerra guerreia.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *