Início » Brasil » PSDB decide permanecer na base do governo
'CLIMA DE HARMONIA'

PSDB decide permanecer na base do governo

Partido admite que pode repensar a decisão de permanecer no governo em caso de denúncia da PGR

PSDB decide permanecer na base do governo
Serra discursa durante reunião do PSDB em Brasília (Fonte: Reprodução/Divulgação/PSDB)

A cúpula do PSDB decidiu permanecer na base aliada do governo do presidente Michel Temer. O anúncio foi feito pelo presidente interino do partido, senador Tasso Jereissati (CE), e pelo senador José Serra (SP) na noite desta segunda-feira, 12, durante uma reunião da comissão executiva do PSDB em Brasília.

“O PSDB não fará nenhum movimento agora no sentido de sair do governo. A decisão foi de que os ministros não sairão do governo”, declarou Serra, que ressaltou ainda que a reunião ocorreu em total “clima de harmonia” e que, “se for o caso, em outro momento se analisa”.

O presidente interino da sigla, Tasso Jereissati (CE), disse, por sua vez, que sua “posição [sobre entregar os cargos] foi vencida, e que ele acatou a decisão da maioria. Desta forma, os quatro ministros tucanos permanecerão no governo.

Os tucanos admitem, no entanto, a possibilidade de repensar a decisão de permanecer na base aliada no caso de a Procuradoria-Geral da República apresentar uma denúncia contra Michel Temer no STF. “Chegando a denúncia contra Temer, será um fato novo, que merecerá outra reunião”, afirmou o ex-deputado federal Antonio Carlos Pannuzio.

A reunião do PSDB nesta segunda durou mais de quatro horas e foi comandada por Tasso Jereissati. Vários políticos discursaram. O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o prefeito da capital paulista, João Dória, estão entre os que fizeram um discurso mais enfático pela permanência do partido no governo com o objetivo principal de aprovar as reformas em tramitação no Congresso.

A relação entre o PSDB e o governo federal ficou abalada após as acusações feitas por executivos e ex-executivos da JBS envolvendo o presidente Michel Temer.

Fontes:
Uol - PSDB decide ficar no governo Temer, mas cogita repensar saída em caso de denúncia

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

4 Opiniões

  1. Natanael Ferraz disse:

    Ano que vem teremos que votar de novo nessas coisas…eu não.

  2. Beraldo disse:

    LChega de lero lero pseudo-intekectual.

    A filosofia de buteco explica com sabediria e simplicidade:O PSDB preferiu permanecer em cina do muro.

    Simples assim.

    E incontestável.

  3. Markut disse:

    Torcendo um pouco o pensamento de Laercio ,não temos mesmo em quem votar, pois tudo está preparado para usar o voto desinformado , como ferramenta desta pseudo democracia, de cartas marcadas, pela velha política cleptocrática. Não por nada, está faltado o apetite cívico necessário das velhas raposas, pela educação básica competente,capaz de formar um eleitor mais esclarecido e contestador.
    Somos campeões em analfabetismo funcional.

  4. laercio disse:

    O PSDB foi Cristo exatamente para ser antagônico ao velho PMDB! A ideia de água e óleo se aplica bem ao que motivou tal criação.

    Hoje vemos políticos desconsiderar por completo tal feito porque o que importa é dinheiro e poder!
    Ética, compromisso com o povo, etc., é coisa de perdedores para justificar derrotas… Este é o novo comportamento, são as novas considerações da política!
    Quem estiver fora dessa dinâmica ficará para trás!
    Você dúvida?
    Veja o próprio caso Temer… Várias provas, várias denúncias… Viraram tudo papel higiênico!

    Então povo, é bem assim: você não existe como pessoa mas é um ente necessário para se constituir política e ganhar dinheiro com ela…
    … Você povo, é apenas uma peça da engrenagem… Seu filho, sua família… Não importa, são meras peças para uso daqueles que não cumprem seus papéis…

    … Para, pensa um pouco agora! Quem foi que não cumpriu seu dever? Seja político, seja judicial.. hein?
    Então é assim! Você é uma mera engrenagem que a qualquer momento pode ter seu valor reduzido a zero!
    E não adianta ter cuidado no dia em que for votar porque o problema não é está mas sim não temos em quem votar…

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *