Início » Brasil » PSDB lidera guinada à direita no país
ONDA AZUL

PSDB lidera guinada à direita no país

Partido encerrou o pleito municipal com o controle de 23,9% do eleitorado. Ou seja, a cada quatro eleitores, um terá um prefeito tucano

PSDB lidera guinada à direita no país
Guinada à direita foi fortemente influenciada pela rejeição ao PT (Foto: EBC)

O PSDB foi o grande vencedor das eleições municipais deste ano. O partido encerrou o segundo turno do último domingo, 30, vencendo em 14 das 19 cidades em que disputou o pleito.

Somado ao resultado do primeiro turno, o PSDB iniciará 2017 com 26 dos 92 maiores municípios do país. Tal fato dá ao partido o controle sobre 23,9% do eleitorado, ou seja, a cada quatro eleitores, um terá um prefeito tucano.

Em entrevista ao jornal Estado de S. Paulo, o presidente nacional do PSDB, o senador Aécio Neves, resumiu o fenômeno. “A onda azul está tomando conta do país”. Aécio, no entanto, não tem o que celebrar. No domingo, ele foi um dos poucos tucanos a sofrer derrota nas urnas, e em seu próprio reduto eleitoral, Minas Gerais. Apoiado por Aécio, João Leite (PSDB) perdeu a prefeitura de Belo Horizonte para Alexandre Kalil (PHS). O fracasso de Aécio, no entanto, é um caso isolado que não ofusca o bom desempenho do partido como um todo nas urnas.

A guinada à direita foi fortemente influenciada pela rejeição ao PT, o maior derrotado do pleito deste ano. No primeiro turno, o partido venceu em apenas um estado. O petista Marcus Alexandre foi reeleito prefeito de Rio Branco, Acre. Já no segundo turno, o PT perdeu em todos sete municípios que disputou. O partido agora pretende agilizar o processo de reformulação liderado pelo ex-governador do Rio Grande do Sul Tarso Genro. Em sua conta no Twitter, o secretário de comunicação da legenda, Alberto Cantalice, disse que as mudanças internas serão aceleradas.

Fontes:
El País-PSDB se consolida como vencedor das eleições municipais
Estadão-Um em cada 4 eleitores será governado pelo PSDB

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. Beraldo disse:

    Papel aceita tudo.

    Pelo mesmo raciocínio capcioso, mesmo sem pesquisar números exatos, computados os votos nulos, em branco e abstenções, provável se obter número surpreendentemente alto de brasileiros que serão governados por “ninguém”.

    E este “ninguém” não perde a próxima eleição presidencial para qualquer cacique do PSDB, principalmente os fichas sujas Aécio Neves, Cássio Cunha Lima, Ataídes de Oliveira e outros mais do mesmo naipe.

    O mesmo vale para o PMDB de Michel Temer, Renan Calheiros,Romero Jucá, Eliseu Padilha, Gedel Vieira Lima e outros mais do mesmo naipe.

    Profecia: uma terceira força, fora deste cansativo eixo de políticos corruptos, surgirá naturalmente, tornando improvável que os dois cheguem a um eventual segundo turno e, aí, o perdedor apoia o “terceira força”.

  2. João Carlos disse:

    O PMDB surgiu do antigo partido comunista PCB, o PSDB surgiu do PMDB, o PT foi idealizado por políticos originados do PCB como FHC. A maioria dos diversos outros outros partidos são originados em cisões no PMDB, PSDB e PT dando origem a PSOL, REDE, PCO, PSB etc, outros partidos surgidos tem os mesmos vícios do dos três primeiros, pois surgiram no mesmo sistema. Não existe partido de direita no Brasil, existe partidos de extrema esquerda, esquerda e centro esquerda, porque todos querem um estado enorme onde se é obrigado a associar a um sindicato único por categoria, nada democrático. E isso fica evidente com as coligações nas eleições onde partidos lutando pela mesma chapa podem ter até PCdoB e DEM. Não existe partido de direita no Brasil, talvez exista partidos de centro, mas isso não é muito distinguível quase nulo.

  3. Ludwig Von Drake disse:

    Tarso ainda acredita que o PT tem arrumação. Para isso acontecer teriam que mudar e esquerdista não muda. Mesmo os que saíram do PT, fizeram para continuar pensando do mesmo jeito. Ele que o diga, que já foi quadro do PCdoB, do PCR e do MR-8.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *