Início » Brasil » PT aprova pré-candidatura de Lula
APESAR DA CONDENAÇÃO

PT aprova pré-candidatura de Lula

Contrariando a condenação de Lula em segunda instância, PT defende sua pré-candidatura

PT aprova pré-candidatura de Lula
Durante a reunião, Lula falou sobre a decisão do TRF-4 de confirmar sua condenação e aumentar sua pena (Foto: Flickr/Instituto Lula/Ricardo Stuckert)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O PT aprovou a pré-candidatura do ex-presidente Lula, apesar da confirmação de condenação em segunda instância do ex-presdiente, na última quarta-feira, 24. A decisão foi tomada nesta quinta-feira, 25, durante a Comissão da Executiva Nacional do partido.

Segundo a presidente do partido, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), o partido não cogita outra pessoa como candidato. “Primeiro, nós não temos plano B. Segundo, Lula é nosso candidato às eleições em 2018. […] Eleição sem Lula não existe”, discursou Hoffmann.

A senadora também lembrou que Lula contava com 40% das intenções de voto nas últimas pesquisas. Sua pré-candidatura foi aprovada por unanimidade. O partido já havia anunciado Lula como pré-candidato em dezembro do ano passado.

Durante a reunião, Lula falou sobre a decisão unânime, no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), de confirmar sua condenação e aumentar sua pena. “Eles sabem que a votação de ontem foi mais para valorizar a categoria dos juízes e o corporativismo do que para julgar uma sentença que estava em andamento, porque não havia crime”, disse Lula.

Agora, Lula precisa enfrentar uma batalha na Justiça, já que sua candidatura está, teoricamente, barrada pela Lei da Ficha Limpa, após sua condenação em segunda instância.

Fontes:
Congresso em Foco-PT ignora condenação e aprova pré-candidatura de Lula à Presidência

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Daniela Villa disse:

    Estou começando a acreditar que “esquerdismo” é uma doença mental crônica.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *