Início » Brasil » PTB desiste de indicação de Cristiane Brasil
MINISTÉRIO DO TRABALHO

PTB desiste de indicação de Cristiane Brasil

O PTB agora indicou o nome de Helton Yomura, atual secretário-executivo do Ministério do Trabalho

PTB desiste de indicação de Cristiane Brasil
Cristiane Brasil foi indicada para assumir o Ministério do Trabalho no início de janeiro (Foto: Lúcio Bernardo Junior/Câmara dos Deputados)

O PTB desistiu de indicar a deputada federal Cristiane Brasil para o Ministério do Trabalho. A informação foi divulgada na última terça-feira, 20, pelo presidente do partido e pai da deputada, Roberto Jefferson, através das redes sociais. O PTB agora indicou o nome de Helton Yomura, atual secretário-executivo do Ministério.

Cristiane Brasil foi indicada para assumir o Ministério do Trabalho no início de janeiro, mas se envolveu em uma longa batalha judicial, com a posse sendo suspensa, pela última vez, no último dia 22 de janeiro, pela presidente do Supremo Tribunal Federal, a ministra Cármen Lúcia.

Roberto Jefferson, através das redes sociais, agradeceu o apoio que Cristiane Brasil recebeu de alguns colegas políticos, entre eles o presidente Michel Temer, ao longo do impasse. Além disso, Jefferson afirmou que o PTB declinou da indicação para que o trabalho do Ministério não fique paralisado.

“Diante da indecisão da ministra Cármen Lúcia em não julgar o mérito neste primeiro semestre, o PTB declina da indicação da deputada federal Cristiane Brasil para o Ministério do Trabalho. A decisão do partido visa proteger a integridade de Cristiane e não deixar parada a administração do ministério”, explicou Jefferson.

Cristiane Brasil se pronunciou, através de uma nota, agradecendo o apoio que teve durante o período. Além disso, a deputada federal afirmou que agora vai “esclarecer todas as questões” que foram levantadas.

“Sigo agora pronta para restabelecer e esclarecer todas as questões que foram levantadas a meu respeito, sem que eu tivesse direito ao devido contraditório, com a mesma amplitude, virulência e machismo com que muitas vezes fui atacada. Falarei ponto a ponto, em nome da minha dignidade, em respeito à minha família, amigos, eleitores e ao povo brasileiro que deseja saber a minha parte da verdade”, destacou.

Ministério do Trabalho

Com 44 anos, Cristiane Brasil foi indicada pelo seu partido para assumir o Ministério do Trabalho ainda no início de janeiro. Porém, se viu em um enclave político quando surgiram acusações judiciais trabalhistas de ex-empregados contra a deputada federal. Com isso, no dia 9 de janeiro, a sua posse foi suspensa pela primeira vez pela Justiça Federal do Rio.

No mesmo dia, a Advocacia-Geral da União (AGU) entrou com um recurso para que a deputada federal pudesse assumir a pasta. No entanto, a solicitação foi negada pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2).

No dia 16 de janeiro, o juiz Vladimir Vitovsky, do TRF-2, manteve a suspensão da posse de Cristiane Brasil, impedindo que a deputada federal assumisse o Ministério do Trabalho. Porém, no dia 21 de janeiro, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) aceitou o recurso da AGU e permitiu que a deputada finalmente tomasse posse da pasta. No dia seguinte, 22 de janeiro, foi a vez da ministra Cármen Lúcia suspender a posse de Cristiane Brasil.

A suspensão no STF ocorreu quando a presidente Cármen Lúcia aceitou uma reclamação apresentada pelo Movimento dos Advogados Trabalhistas Independentes (Mati), que contestava a decisão do STJ do dia 21 de janeiro.

Durante esse tempo, Cristiane Brasil também se envolveu em uma nova polêmica fora da política, quando gravou um vídeo com empresários sem camisa em um barco, questionando as decisões sobre a sua posse no Ministério do Trabalho. A gravação não foi bem aceita pela população e nem por Roberto Jefferson, que afirmou que “uma figura pública deve se portar como uma figura pública”.

 

Fontes:
DW - PTB desiste de indicação de Cristiane Brasil
G1 - Cristiane Brasil diz que foi alvo de 'machismo' e não teve direito a defesa

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Beraldo disse:

    Formaria dupla de “sucesso” com a Janaína Paschoal.

    Doidas, muito doidas, elas são doidas demais.

    Precisa gritar???

    k k k k k k k k k k k k k k k k k k k k k k k k k k k k k k k k k k

  2. Laércio disse:

    Não basta! O PTB deveria ser punido por lei em fazer tal indicação!… Isso é como colocar um lobo para tomar conta de ovelhas, é muito obvio que está errado!
    É fácil fazer toda bagunça e no final falar que desistiu!
    Que o povo lembre do PTB nas próximas eleições…

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *