Início » Brasil » Pulando fora
COLUNA ESPLANADA

Pulando fora

Com prazo para se desligar da Fazenda até dia 7 de abril, Meirelles planeja deixar a pasta ‘o quanto antes’ já no dia 2

Pulando fora
O prazo-limite para se desligar do governo é 7 de abril, mas Meirelles quer sair dia 2 (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, avisou ao Planalto que deseja deixar o comando da pasta “o quanto antes” para ser dedicar à candidatura à Presidência. O prazo-limite para se desligar do governo é 7 de abril, mas Meirelles quer sair dia 2. Meirelles terá uma semana para articular melhor caminho político: se fica no PSD, ou se filia-se no MDB de Michel Temer, para ser eventual plano B do presidente à sucessão.

Pulando dentro

Meirelles é nome a surgir como vice de Temer na chapa. Mas há os que defendem ser candidato no PSD, para pulverizar bem os votos e ajudar a centro-direita.

Memórias do cárcere

Apenas Goiás e Roraima concluíram o cadastro total de presos. Sob intervenção, o Rio de Janeiro ainda não implantou o Banco Nacional de Monitoramento de Prisões do CNJ.

A gente se vê…

Segue a passos lentos no Ministério Público Federal no Rio de Janeiro o inquérito sobre a suspeita de pagamento de propinas de diretor da TV Globo a diretor da FIFA.

Novo PPS

Reeleito presidente do PPS, o deputado Roberto Freire (SP) quer mudar o nome do partido — que nasceu do antigo PCB. Fará uma ampla pesquisa junto aos militantes para saber qual será o novo nome. “Vamos mudar o nome para nos adaptarmos às mudanças. Já que recebemos novos filiados, com perfis ideológicos diversificados”, diz Freire.

Provocação…

Parlamentares da oposição estudam denunciar a senadora Ana Amélia (PP-RS) ao Conselho de Ética por suposta incitação à violência. “Botaram a correr aquele povo que foi lá levando um condenado se queixando da democracia”, disse a senadora, durante convenção regional do PP, sobre os ataques à caravana de Lula.

…e indiretas

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) classifica como “asqueroso” o discurso da colega: “Nome disso é fascismo”. Ana Amélia correu à tribuna do Senado para se defender: “Tentar transformar isso numa situação diferente do que ela significou é usar de má-fé para tentar colar em mim a pecha de uma pessoa radical”.

Da telinha

Filho de Chacrinha, o apresentador de TV Leleco Barbosa se filiou no PP e vai disputar uma vaga para deputado federal pelo Rio de Janeiro.

Sabatina campal

Presidenciáveis têm mudado a agenda para passar em Brasília e tomar a bênção da maior frente parlamentar do Congresso. Terça foi a vez de Flávio Rocha (ainda sem partido), dono da Riachuelo, almoçar com os congressistas da agropecuária. Geraldo Alckmin (PSDB) e Rodrigo Maia (DEM) já foram.

É 10!

O diretor de Estrutura Produtiva do BNDES, Carlos Alexandre da Costa, pretende liberar financiamentos em 10 dias para projetos entre R$ 5 milhões e R$ 50 milhões — é o BNDES 10. Hoje, tanto projetos deste valor como os que pleiteiam bilhões têm o mesmo tratamento, e levam no mínimo 180 dias para serem liberados.

Sem burocracia

A vantagem, destaca Da Costa, é não partir do zero para a avaliação. “São projetos pré-desenhados que serão replicados. Por exemplo, para equipar uma indústria com sensores da Internet das Coisas, o empresário vem ao banco e já teremos os parâmetros dos sensores para agilizar o financiamento”, destaca.

Alô, setores!

Os primeiros pilotos do BNDES 10 serão feitos nas áreas de economia do conhecimento, eficiência energética, iluminação pública e exportações para micro médias e pequenas empresas.

Samba, Pitanga

Antônio Pitanga, 79, será homenageado pela escola de samba Porto da Pedra, em 2019. O convite foi feito pelo presidente da agremiação, Fábio Montibelo, que reuniu a família toda – os dois filhos atores e Benedita da Silva, para o anúncio. Foi uma festa.

Correção

Ao contrário do publicado, o Movimento Mulheres pelo Brasil se manifestou, sim, sobre o caso da morte da vereadora Marielle Franco , com postagem na página no Facebook.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. carlos alberto martins disse:

    o ministro não conseguiu acabar com a inflação,aumentou o desemprego para 13 milhões de desempregados,deu dinheiro para estados devido a má gestão,permitiu que o sr presidente aumentasse o custo do governo com a criação de cargos e ministérios.mostrou total inabilidade para o cargo.devia vir a público e pedir perdão pelas insanidades que proferiu como as que praticou.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *