Início » Brasil » Que comecem os jogos!
GRITA BRASIL

Que comecem os jogos!

Não posso dizer que chegamos na reta final das eleições ainda, mas estamos num ponto crucial desse jogo

Que comecem os jogos!
A coluna Grita Brasil é publicada às quintas

Não posso dizer que chegamos na reta final das eleições ainda, mas estamos num ponto crucial desse jogo. É hora dos candidatos saírem do armário e mostrarem suas armas. Que na verdade já até conhecemos de cor e salteado. Acho que, no fundo, só muda de endereço. Toda eleição é sempre a mesma ladainha.

Queria que desta vez fosse um pouco diferente. Queria ver mais verdade nos candidatos, se é que isso é possível em se tratando de um político brasileiro, já viciado no esquema de sempre, que habita incondicionalmente o mundo da nossa política. Queria ver nos debates que estão prestes a acontecer uma campanha “verdadeira”, sem falsas promessas, sem ataques, sem malícia.

Talvez eu esteja querendo muito, pois ao longo de todas essas eleições o que vimos foi exatamente o mesmo de sempre. Ataques, mentiras e mais mentiras.

Uma campanha mais honesta, mais para a nossa realidade, talvez pudesse despertar realmente nos menos crentes, ou nos mais pessimistas, alguma ponta de esperança.

Se bem que, para mim, lá no fundo da alma, para o nosso país mudar será preciso que várias gerações passem por mutações genéticas verdadeiras e profundas para, aí sim, conseguirmos de verdade ver uma luz, nem que seja depois do fim do túnel.

Eu estou como sempre estive, observando, absorvendo e tentando tirar algo de positivo de algum lugar. Confesso que está difícil. Mas ainda não joguei a chave fora no fundo do oceano.

Sei que não existe mágica. Sei que as mudanças pelas quais precisamos e almejamos são difíceis de se concretizar pela própria maneira como a política é conduzida por aqui. Porém, se conseguirmos, aos poucos, renovar o estoque de políticos que não estejam contaminados e que possam se tornar imunes a essa imundice que impera no país e em todas as esferas – partidos, cidades, estados -, a bola pode começar a ir em direção ao gol. O espírito do árbitro de vídeo deveria estar entranhado em cada um de nós que queremos um país mais justo, menos corrupto, mais preocupado com as pessoas e não com o indivíduo. Será que você consegue fazer essa distinção?

Se sim, já é um bom começo. Se não, vou continuar tentando.

O momento não é mais de tentativa e erro. Já usamos essa técnica e deu no que deu. Estamos nesse limbo, por causa disso. Passamos do ponto de errar.

Por isso, vamos estudar os candidatos, focar no que eles terão para oferecer e acionar o botão do bom senso que espero que todos tenham, para que, lá, diante da urna, você tenha a certeza de que é isso que VOCÊ quer para sua vida e para a vida de seus filhos.

Salve as baleias. Não jogue lixo no chão.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Aureo Ramos de Souza disse:

    Prezado escrivinhador se por acaso venham com as seguintes promessas: VAMOS RESOLVER O PROBLEMA DA SEGURANÇA, DA EDUCAÇÃO E DA SAÚDE, saiba que este é um mentiroso o resto já sabemos.

  2. carlos alberto martins disse:

    o grande problema é que se algum cidadaõ de bem,for eleito,em pouco tempo o mesmo estará corrompido,visto que ele vai ter o suporte técnico de como se tornar um corrupto,e,um grande mentiroso.para se consertar a nação,teríamos que ter leis sevéras de punição sem nenhum recurso que pudesse salvar os estelionatários da nóssa nação de uma penitenciária.por mais que nos sentimos indignados com eles,nada poderemos fazer sabendo-se que são eles que fazem as leis de proteção aos ditadores democráticos que tem um trono etérno no governo.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *