Início » Brasil » Relato de viagem: um dia no Quadrado de Trancoso
Turismo

Relato de viagem: um dia no Quadrado de Trancoso

Vilarejo charmoso no sul da Bahia continua atraindo milhares de turistas

Relato de viagem: um dia no Quadrado de Trancoso
Praça São João, mais conhecida como Quadrado de Trancoso (Reprodução/blog)

Futebol em Trancoso

Temporada vai, temporada vem, e Trancoso, o vilarejo de pescadores descoberto pelos hippies nos anos 70 e praticamente destino vip nos anos 90, continua atraindo milhares de turistas.

Pode ser que muita coisa tenha mudado, o turismo tenha crescido de maneira vertiginosa, mas o Quadrado de Trancoso (nome mais famoso da Praça São João) o centro principal e a partir do qual todo povoado cresceu, parece que continua o mesmo. Só parece, porque de trás das casinhas coloridas e da pelada de futebol sagrada em todo final de tarde, Trancoso fica cada vez mais charmosa e cheia de serviços exclusivos.

Quadrado de Trancoso

Ainda que o custo x benefício de se hospedar em cidades vizinhas como Arraial d’Ajuda e Porto Seguro seja bem melhor do que de Trancoso, tentar passar pelo menos um dia no vilarejo é ter uma experiência única nesse pedaço do sul da Bahia. Não tem nada igual e pode ser que depois desse primeiro encontro você se apaixone e queira voltar…

Loja em Trancoso

Casa Quadrado de Trancoso

Num primeiro olhar, o quadrado pode gerar uma confusão mental do tipo “Mas é isso mesmo que todo mundo fala?”. Pois é, a área é pequena, só marcada por caminhos de grama e areia, e as casinhas, estilo “Suvinil”, com seu colorido próprio ficam escondidas entre árvores. O quadrado é isso mesmo. Mas basta começar a caminhar um pouco e deixar o stress de lado e entrar no clima da Bahia, com o pé no chão, que o Quadrado de Trancoso começa a fazer muito mais sentido.

Restaurante Portinha Trancoso

Por detrás de cada casinha daquelas, as antigas casas dos pescadores se transformaram em hotéis boutique e pousadas exclusivas, como o Uxua, Jacaré do Brasil e a El Gordo. Lojinhas de artesanato local se misturam também com grifes como Osklen e Lenny. Tudo entretanto segue um ritmo próprio local, onde lojas só abrem suas portas no final do dia, pode ser que falte luz e o futebol sagrado dos locais em frente a Igreja de São João Batista, não para por nada.

Mirante Quadrado em Trancoso

Praia em Trancoso

Se você não está hospedado no vilarejo mas ainda sim quer conhecê-lo um pouco melhor, aproveite a praia durante o dia e vá para o Quadrado somente lá pelas 16h. Retire todas as idealizações da cabeça (inclusive que o Quadrado tem forma de quadrado, quando na verdade está mais para retângulo) e deixe-se se levar. Passeie devagar, sente embaixo de uma árvore para ver o futebol, caminhe para o mirante e veja lindas vistas da região, repare nos detalhes, não tenha medo de entrar em todos os cantinhos e aconchegue-se num dos restaurantes e bares cheios de charme com lamparinas e almofadas de chita (como o da Silvana e o Portinha) para ver a noite chegar.

Restaurante em Trancoso

Se depois de tudo isso você não falar “Ta visto!” é porque você entendeu o clima de Trancoso e a próxima coisa a se fazer é planejar uma viagem para lá, de preferência fora do período de Réveillon e Carnaval, quando os preços e o clima de todo vilarejo se tornam mais aconchegantes e possível para todos os bolsos. Vambora?

*Guta C. escreve no blog Vambora, parceiro do Opinião e Notícia

 

1 Opinião

  1. Joma Bastos disse:

    Infelizmente Trancoso está se tornando insustentável. Não houve acompanhamento por parte das entidades competentes, ou existem autoridades incompetentes que deixam que a qualidade desta faixa litorânea desapareça.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *