Início » Brasil » Renan Calheiros vira réu na Lava Jato
CORRUPÇÃO E LAVAGEM DE DINHEIRO

Renan Calheiros vira réu na Lava Jato

Segunda Turma do STF torna senador réu por corrupção e lavagem de dinheiro

Renan Calheiros vira réu na Lava Jato
Advogado diz que Renan Calheiros é alvo de perseguição (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) aceitou uma denúncia apresentada contra o senador Renan Calheiros (MDB-AL) e decidiu nesta terça-feira, 3, torná-lo réu pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no âmbito da Operação Lava Jato.

A denúncia foi apresentada contra o senador pela Procuradoria-Geral da República (PGR). É a primeira vez que Renan Calheiros se torna réu na Lava Jato.

O fato de a Segunda Turma do STF ter aceitado a denúncia não representa a condenação do senador, que ainda precisará ser julgado. Uma ação penal será aberta para apurar tais acusações.

Renan Calheiros afirmou em nota que “já foram arquivados dois terços das falsas acusações e esta também será por absoluta falta de provas. É inacreditável que se investigue uma trama de Rodrigo Janot, Sérgio Machado e Marcelo Miller, trio da pior espécie. A PF foi assertiva quanto a falta de provas, o delator não se lembra do episódio. Trata-se da criminalização da doação legal ao diretório de Tocantins e sobre a qual eu não tive nenhuma responsabilidade”.

O advogado do senador, Luís Henrique Machado, ressaltou que Renan Calheiros é alvo de perseguição: “nos três capítulos da denúncia que transcrevemos, Sérgio Machado [ex-presidente da Transpetro, subsidiária da Petrobras] não se lembra de ter pedido propina à NM Engenharia. Ou seja, o próprio Sérgio Machado não se lembra, e agora o MP vir apresentar denúncia é deixar a defesa pasma. A PF é peremptória ao dizer que não há elementos para sustentar a denúncia”.

A Segunda Turma do STF entendeu que há indícios suficientes para Renan Calheiros se tornar réu com base na denúncia apresentada em agosto de 2017 pela PGR por suspeita de ter recebido entre 2008 e 2010 doações da NM Engenharia por meio de diretórios do MDB e PSDB. Em troca, segundo a PGR, Renan matinha Sérgio Machado como presidente da Transpetro.

O relator do caso, ministro Luiz Edson Fachin, ressaltou que a denúncia é baseada na delação de Sérgio Machado.

Fontes:
G1 - Segunda Turma do STF torna Renan Calheiros réu por corrupção e lavagem de dinheiro

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *