Início » Brasil » Renda média cresce e desemprego cai a 4,7% no Brasil
IBGE

Renda média cresce e desemprego cai a 4,7% no Brasil

A ocupação no mercado de trabalho aumentou, um cenário que ainda não havia se apresentado nos últimos meses

Renda média cresce e desemprego cai a 4,7% no Brasil
Desemprego no Brasil caiu a uma taxa de 4,7% em outubro (Reprodução/Internet)

Mesmo com a atividade econômica baixa o desemprego no Brasil caiu a uma taxa de 4,7% em outubro, o menor índice para o mês e, ao mesmo tempo, a renda média do trabalhador  cresceu.

O  resultado é o menor visto este ano. Em setembro, segundo IBGE, a taxa de desemprego havia ficado em 4,9% e a pesquisa Reuters  apontou a expectativa de o resultado se repetir em outubro, o que não se confirmou.

A ocupação no mercado de trabalho aumentou, um cenário que ainda não havia se apresentado nos últimos meses. Esse aumento cresceu 0,8% em outubro em comparação com setembro.  O IBGE informou também que a renda média real, que agora se apresenta a R$ 2,122,10 subiu 2,3% no mesmo período e 4% sobre o ano passado.

Fontes:
Estadão - Taxa de desemprego no Brasil cai

6 Opiniões

  1. Joma Bastos disse:

    Esse IBGE funciona no inverso!
    Temos um desemprego historicamente no mais alto!
    Mais de 50 milhões de pessoas, ou seja, mais de 25% da população brasileira, estão em 2014 beneficiadas pelo Bolsa Família(desempregados com R$70 mensais). É o equivalente à população da Coreia do Sul! Mas daqui a 4 anos provavelmente terá população equiparada à de Itália, 61 milhões, que é somando aos atuais 50 milhões, os mais de 10 milhões de brasileiros que atualmente vivem na miséria abaixo dos R$70 mensais(dados do IBGE). Então passaremos a ter 30% da nossa população, 60 milhões de brasileiros a ser atendida pelo Bolsa Família?

  2. Ana disse:

    Como se explica tantos recebendo salario-desemprego qdo o desemprego em outubro baixou para 4,7% !!!!!!
    Concordo plenamente com Brazilino. Há manipulação dos dados do IBGE. Que mágica é esta????

  3. José Frajtag disse:

    Isto só pode ser mentira! O Pais não cresce e não pode criar empregos!

  4. Brazilino Esperanza disse:

    Interessante!
    Temos cerca de 14 milhões de famílias (algo como 60 milhões de brasileiros e 30 milhões de eleitores) dependendo do Programa Bolsa Família. Em princípio, quem está no Bolsa Família é porque não tem renda. Quem não tem renda tem uma grande probabilidade de não ter renda porque não tem emprego, ou trabalho. Então, estamos falando de 14 milhões de brasileiros (cabeças de casal) sem trabalho ou emprego. Que seja a metade disto, só para ser bonzinho…..
    Estamos presenciando uma senhora maquiagem de números. Os família-bolsistas não são incluídos na força de trabalho para fins de cálculo da taxa de desemprego. Legal, não é verdade?
    Para melhorar, ainda mais, os números do pleno emprego, o governo, em sua grande transparência, até que poderia conceder mais umas 4 milhões de Bolsas Família. Assim, poderíamos nos tornar um dos poucos países, além de Cuba, Coréia do Norte e Venezuela, a viver em uma sociedade de pleno emprego, bolivariano, ou não. E isto em plena crise mundial. E chega de marolinhas ….

  5. jayme endebo disse:

    o Estado brasileiro está aparelhado e estes indices são manipulados pelo pt daqui a pouco saberemos a verdade tal qual o superavit fiscal.

  6. PC disse:

    Mágica de comuna é assim.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *