Início » Brasil » Rodrigo Janot é sabatinado em comissão do Senado
indicado por Dilma

Rodrigo Janot é sabatinado em comissão do Senado

Sabatina é marcada por um clima tenso, já que dela fazem parte parlamentares que foram denunciados por Janot na Operação Lava Jato

Rodrigo Janot é sabatinado em comissão do Senado
Mandato de Janot expira em setembro, mas ele foi indicado por Dilma para seguir no cargo (Foto: STF)

O Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, passará por duas sabatinas nesta quarta-feira, 26. A primeira sabatina ocorre na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), a segunda no Senado.

O mandato de Janot expira em 17 de setembro, mas ele foi indicado pela presidente Dilma Rousseff para ser reconduzido ao cargo. Se a indicação for aprovada pela comissão, seguirá para o Senado, onde precisará ser aprovada por 41 dos 81 senadores.

A sabatina será marcada por um clima de tensão, já que dela fazem parte parlamentares que foram denunciados por Janot na Operação Lava Jato.

O senador Fernando Collor foi o primeiro a chegar ao plenário da CCJ e fez questão de sentar na primeira fileira, quase em frente a Janot. Denunciado por corrupção e lavagem de dinheiro, Collor vem lançando uma ofensiva contra Janot e chegou a chamá-lo de “fascista” na tribuna do Senado.

Apesar do clima tenso, tudo indica que a indicação de Janot será aprovada. A Procuradoria-Geral da República divulgou um balanço da atuação de Janot, afirmando que o combate à corrupção foi a maior prioridade de seu mandato.

O documento destaca a recuperação de R$ 485 milhões e o bloqueio R$ 517 milhões na Operação Lava Jato. Também é citado o bloqueio de recursos relativos à Operação Anaconda e a casos de corrupção envolvendo o deputado Paulo Maluf. O relatório destaca ainda a produtividade de Janot, afirmando que hoje restam em seu gabinete apenas 338 processos dos 2.330 que ele herdou em 2013 de seu antecessor, Roberto Gurgel.

Fontes:
O Globo-Collor é o primeiro a chegar para a sabatina e se posiciona em frente à cadeira de Janot

2 Opiniões

  1. Joaquim Caldas disse:

    Já te dou,Janot.Mais um delator premiado,o MP que não pode julgar, entra para acusar os contrários ao governo Dilma.Janor assume oficialmente a função de delator,em favor do governo farsista que assassinou a democracia com o golpe das urnas eletrônicas.

  2. baltasar disse:

    juiz que deve dar um jeito no Brasil muito competente. at.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *