Início » Brasil » Saída do Reino Unido da UE pode afetar Brasil e Mercosul
ACORDOS COMERCIAIS

Saída do Reino Unido da UE pode afetar Brasil e Mercosul

Reino Unido é o maior apoiador do acordo de livre comércio entre o Mercosul e a União Europeia pleiteado pelo Brasil. Saída dificultará as negociações

Saída do Reino Unido da UE pode afetar Brasil e Mercosul
Reino Unido é o maior apoiador do livre comércio entre os blocos (Foto: Youtube)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A saída do Reino Unido da União Europeia (UE) pode gerar reflexos negativos para o Brasil e o Mercosul. Há 16 anos o Mercosul tenta firmar um acordo de livre comércio com a UE para aumentar o intercâmbio comercial entre os blocos. A negociação do acordo é liderada pelo Brasil.

As negociações para o pacto envolvem questões tarifárias e a padronização de regras para facilitar a troca comercial. Porém, o acordo sofre forte oposição de países europeus que temem que ele enfraqueça a agricultura local.

A maior pressão parte da França, maior produtora agrícola do bloco europeu. Em contraponto, o Reino Unido tem sido o maior apoiador do acordo e sempre defendeu o livre comércio entre a UE e o Mercosul.

Em maio deste ano, após intensas negociações, o acordo teve o primeiro avanço desde 2016. Os blocos trocaram ofertas tarifárias que excluíam os chamados “produtos sensíveis”, aqueles que têm cotas de importação impostas para proteger o mercado europeu. A pressão pela exclusão dos itens foi liderada pela França, que em abril se uniu a outros 13 países para travar o acordo.

“Se o Reino Unido sair da União Europeia, o Brasil perde um de seus maiores apoiadores dentro do bloco europeu e isso tornaria o acordo mais difícil de ser forjado”, disse, em entrevista à BBC, Alan Charlton, embaixador do Reino Unido no Brasil entre 2008 e 2013.

Além disso, o Brasil prefere um acordo comercial com a União Europeia a um acordo apenas com o Reino Unido. A UE é hoje o bloco comercial de maior importância para o Brasil, com uma média de transações anuais de US$ 70,6 bilhões. Embora o Reino Unido seja um importante parceiro comercial do Brasil, sua relevância frente à UE é bem menor.

“É muito mais vantajoso para o exportador brasileiro negociar com um bloco do que com um país individualmente. Estamos falando de um mercado de 500 milhões de pessoas contra um mercado de 64 milhões. Na hipótese de o Reino Unido deixar a União Europeia, seria necessário criar novas normas e se adaptar a elas. Isso leva tempo e custa dinheiro”, disse uma representante do governo brasileiro que concordou em falar com a BBC em condição de anonimato.

Fontes:
BBC-Sem Reino Unido na UE, Brasil perderia 'fiador' de acordo de livre comércio entre bloco e Mercosul

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *