Início » Brasil » Samarco quer usar flotação para conter lama
MEIO AMBIENTE

Samarco quer usar flotação para conter lama

O sistema de flotação é uma técnica de remoção de sujeira que impediria que a lama de rejeitos de minério de ferro continuasse chegando até o Rio Doce

Samarco quer usar flotação para conter lama
Estado do Rio Doce em outubro de 2016 (Foto: Fred Loureiro/Secom ES)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A Samarco estuda implantar um sistema de flotação ao longo do Rio Gualaxo do Norte, subafluente do Rio Doce mais afetado pelo rompimento da barragem da Samarco, para cessar a poluição gerada pela lama de rejeitos de minérios.

Segundo informações do jornal Estado de S. Paulo, a medida passou a ser cogitada após o Comitê Interfederativo (CIF), órgão criado para orientar e validar as ações de recuperação do desastre de Mariana (MG), rejeitar o projeto de construção de três diques ao longo do rio.

Leia mais: S&P rebaixa nota da Samarco para nível de calote
Leia mais: Samarco sabia do risco de rompimento de barragem, diz PF

A Samarco está sendo pressionada por órgãos ambientais a acabar com a poluição do Rio Gualaxo do Norte. O sistema de flotação é uma técnica de remoção de sujeira que impediria que a lama de rejeitos de minério de ferro continuasse chegando até o Rio Doce.

O projeto de construção dos três diques ao longo do Rio Gualaxo foi rejeitado há menos de um mês pelo CIF. A ideia era construir três diques galgáveis e filtrantes entre as cidades de Mariana e Barra Longa para impedir que a lama do Gualaxo chegue até o Rio do Carmo, um dos formadores do Rio Doce. Porém, depois de sete reuniões, técnicos dos governo federal, de Minas Gerais e do Espírito Santo que compõem o comitê reprovaram a medida, alegando ineficiência.

Segundo o despacho, “os produtos químicos propostos para serem aplicados nas bacias dos diques não possuem registro no Ibama e seus efeitos ecotoxicológicos ainda são desconhecidos”. Por isso, o CIF recomendou que a empresa apresentasse aos órgãos ambientais  “soluções eficazes e definitivas visando a cessação dos danos ambientais na calha e margens do rio Gualaxo do Norte” que sejam “adotadas antes do próximo período chuvoso”, que começa em outubro de 2017.

No sistema de flotação, produtos químicos agrupam os detritos em blocos e depois os suspendem na água por meio de injeção de bolhas de ar, formando um lodo que pode ser removido com mais facilidade. O método já é utilizado há anos nos lagos dos parques do Ibirapuera e Aclimação, em São Paulo, na Lagoa da Pampulha, em Minas Gerais, e no Rio Arroio do Fundo e Piscinão de Ramos, no Rio de Janeiro.

Fontes:
Estadão-Samarco quer usar a flotação para conter lama de barragem de Mariana

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *