Início » Brasil » São Paulo está falhando em garantir segurança pública
Anistia Internacional

São Paulo está falhando em garantir segurança pública

Anistia Internacional defende criação de um órgão federal independente para investigar violações de direitos humanos no país

A Anistia Internacional (AI) condenou a negligência de São Paulo no combate à onda de violência que já resultou nas mortes de mais de 90 policiais desde o início do ano em todo o estado, além de 571 assassinatos apenas no mês de outubro.

Leia também: Mocinho e bandido
Leia também: Sobre a prisão, ‘do fundo do coração’
Leia também: Secretário de Segurança Pública de São Paulo pede exoneração
Leia também: Índice de crimes de São Paulo é um dos mais baixos do país

Em entrevista à BBC Brasil, Tim Cahill, pesquisador da AI, citou suspeitas de envolvimento de policiais em homicídios motivados por vingança, também condenou os ataques contra policiais, e defendeu a criação de um órgão federal independente para investigar violações de direitos humanos no país.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo afirmou que “o estado não compactua com policiais criminosos”, e que vem prendendo e expulsando maus profissionais.

‘Violações cometidas por agentes do Estado’

 

Tim Cahill disse também que a Anistia Internacional condena a “negligência do Estado em duas questões: garantir segurança pública ampla e respeitosa e assegurar justiça para as vítimas de violações cometidas por agentes do Estado”.

Ainda de acordo com o pesquisador, “há muitos anos houve um alto número de mortes cometidas pela polícia que não estão sendo investigadas”, o que contribui para a corrupção da polícia e para o seu envolvimento em atos criminosos.

Fontes:
Uol - São Paulo é negligente no combate à onda de violência, diz Anistia

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Ezequiel Domingues dos Santos disse:

    Enquanto tratar esses casos que acontecem em São Paulo como fatos isolados a coisa tende a piorar.
    Imagina só uma organização criminosa que tem RH, mensalidade de membros, entrevista para admissão e dinamismo de informações a tal modo que consegue fazer várias operações em pouco tempo; esse é o PCC!
    Já se soube que essa organização recebe conselheiros das FARC (que já tem legalidade política na Colômbia), e as FARC como um partido revolucionário de esquerda tem profunda ligações com o Foro de São Paulo criado por quem? Fidel Castro, Luíz Inácio Lula da Silva e Manuel Marulanda (Líder das FARC).
    Vendo isso, se diante desses movimentos de terror na maior cidade da América Latina, continuarem mexendo apenas com gatos pingados e não no cerne do problema, logo, dentre anos o PCC será uma sigla de um novo partido para disputar o poder, visto que isso é o desejo de quaisquer organização criminosa ou terrorista.

  2. PENSADOR disse:

    O numero de homicídios por 100.000 hab é dos menores do país em sp. segundo o MAPA DA VIOLÊNCIA 2010. Reduziu-se significativamente nos últimos 10 anos, segundo dados do próprio Governo Federal, dados do Min. da Saúde.
    Confiram: mapadaviolencia.org.br/pdf2010/MapaViolencia2010.pdf

    Coincidentemente, estes surtos de violência começaram durante os períodos eleitorais de 2008.Interromperam-se e recomeçaram em 2012. Quando chegar janeiro de 2013, após a posse de Haddad, veremos se a violência recrudescerá, ou se reduzirá com ajuda de pouco mais de mil policiais das forças da Guarda nacional, que é o número que normalmente, o Governo Federal capta das polícias estaduais e disponibiliza ao estado em conflito. A força policial de SP. civil e militar é de cerca de 188.000 efetivos. Será que teremos um factóide como o da “invasão do complexo do Alemão”n, na qual os policiais permiram a fuga dos bandidos morro acima e

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *