Início » Brasil » Segundo turno teve a maior abstenção desde 1998
ELEIÇÕES 2018

Segundo turno teve a maior abstenção desde 1998

Mais de 31 milhões de eleitores não foram às urnas neste domingo

Segundo turno teve a maior abstenção desde 1998
A taxa de abstenção em eleições presidenciais ficou abaixo de 20% desde 2002 (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

A taxa de abstenção no segundo turno das eleições presidenciais, realizadas neste domingo, 28, foi a maior desde 1998.

Leia também: Jair Bolsonaro é eleito presidente da República

Ao todo, 21,3% dos eleitores brasileiros, ou 31.370.372, não foram às urnas neste domingo. Além das ausências, as eleições registraram ainda 2.486.571 votos em branco, ou 2,14% do total, e 8.607.999 votos nulos, ou 7,43%.

Em entrevista à Agência Brasil o professor e analista político Creomar de Souza, afirmou que “uma eleição muito polarizada expulsa os moderados”.

A taxa de abstenção em eleições presidenciais ficou abaixo de 20% desde 2002. Naquele ano, o ex-presidente Lula derrotou, no segundo turno, o tucano José Serra e a taxa de abstenção foi de 17,7%.

O menor índice registrado neste período foi em 2006, na reeleição do ex-presidente Lula, quando a taxa de abstenção foi de 16,8%. Na eleição e na reeleição da ex-presidente Dilma, as taxas foram de 18,1% e de 19,4%, respectivamente.

Fontes:
EBC - Taxa de abstenção na eleição presidencial é a maior desde 1998

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. Moura disse:

    O cidadão que se abstém de votar não pode reclamar do governo dos políticos eleitos. Afinal, por omissão, ele deixou para os demais brasileiros (que votaram) o destino da nação na economia, política externa, segurança, educação, saúde, etc…

  2. jayme endebo disse:

    Já era hora de acabarmos com a obrigatoriedade de votação, esse índice é do tamanho dos outros países onde o voto não é obrigatório. Por que obrigar o cidadão de participar? nessa votação ficamos entre dois extremistas e a população não se sente representada, muitos compareceram e anularam o que tem o mesmo significado.De qualquer forma parabéns ao Capitão pois mostrou que não precisa de fortunas, horário de tv etc para fazer uma campanha, está na hora de acabarmos com a verba pública para campanhas eleitorais.

  3. Moura disse:

    Se o voto não for obrigatório, em uma nação atrasada como a nossa, os partidos de esquerda (em particular o PT) vão ganhar todas as eleições. Os militantes são fanáticos e politicamente mais determinados em apoio aos partidos para os quais militam .

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *