Início » Brasil » Seis soldados do Exército trazem vírus do Haiti para São Paulo
Alerta na Saúde

Seis soldados do Exército trazem vírus do Haiti para São Paulo

Seis casos de infecção pelo vírus chikungunya, similar ao da dengue, são confirmados em militares que retornaram ao país após missão de paz no Haiti

Seis soldados do Exército trazem vírus do Haiti para São Paulo
Não há tratamento específico para o chikungunya, que causa os mesmos sintomas da dengue (Reprodução/internet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O vírus chikungunya, similar ao da dengue e igualmente transmitido por mosquitos do gênero Aedes, foi identificado pela Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo em seis soldados do Exército brasileiro recém-chegados do Haiti, onde atuavam em missão de paz. Além dos seis casos confirmados, outros quatro estão em observação.

O Brasil não tem registro de casos da doença em território nacional, porém, essa é a segunda ocasião em que o país se depara com casos importados de outras nações. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, os brasileiros infectados no Haiti regressaram no último dia 5 e foram examinados no Instituto Adolfo Lutz, que confirmou a contaminação.

Confirmado o diagnóstico, os agentes da Superintendência de Controle de Epidemias realizaram ações para eliminar larvas e mosquitos adultos das instalações por onde os soldados passaram: o Hospital Militar da Área de São Paulo e o Batalhão de Logística do Exército, em Campinas. Os militares estão em observação e o quadro de saúde deles é considerado estável.

Assim como a dengue, não há tratamento específico para o chikungunya, que também causa febre, dor no corpo, nos olhos, nas articulações e manchas vermelhas pelo corpo. Não há forma hemorrágica da doença, porém ela pode deixar sequelas permanentes como artrite, por exemplo.

Fontes:
O Estado de S. Paulo-Seis soldados do Exército trazem vírus do Haiti para SP

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *