Início » Brasil » Senado aprova reajuste para ministros do STF e PGR
AUMENTO DE 16%

Senado aprova reajuste para ministros do STF e PGR

Aumento salarial de 16% foi aprovado pelo Senado na última quarta-feira, 7. Impacto do reajuste nas contas públicas será de pelo menos R$ 5,3 bilhões anuais

Senado aprova reajuste para ministros do STF e PGR
O reajuste para ministros do STF foi aprovado por 41 votos a favor, 16 contra e uma abstenção (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

O Senado aprovou nesta quarta-feira, 7, projetos de lei que reajustam em 16% os salários dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e da procuradora-geral da República (PGR). Os projetos agora seguem para sanção do presidente Michel Temer.

Com o reajuste, os salários dos 11 ministros do STF e da PGR, Raquel Dodge, aumentam de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil, provocando um efeito cascata sobre os salários dos magistrados federais e dos integrantes do Ministério Público. Além disso, o reajuste também abre uma brecha para um aumento dos salários dos parlamentares, do presidente da República e de ministros do Estado. Levando-se em conta o efeito cascata, o impacto do aumento será de pelo menos R$ 5,3 bilhões anuais nas contas públicas,

O reajuste para ministros do Supremo foi aprovado pelo plenário do Senado por 41 votos a favor, 16 contra e uma abstenção, e o do salário do procurador-geral da República foi aprovado de forma simbólica.

Antes da votação, o presidente eleito Jair Bolsonaro afirmou que o momento não era adequado para o reajuste. Houve divergências entre senadores, com alguns parlamentares criticando a medida.

A matéria foi aprovada pela Câmara dos Deputados em 2016 e desde então estava parada. Ao encaminhar o voto favorável ao projeto, o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), relator do projeto, afirmou que “é importante registrar às senhoras e senhores que existe um compromisso assumido pelo presidente do Supremo Tribunal Federal de extinguir o auxílio-moradia hoje pago aos membros do Poder Judiciário, anulando assim o impacto orçamentário”.

Fontes:
EBC - Senado aprova reajuste para o Judiciário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Moura disse:

    É uma vergonha. Absoluto desrespeito ao contribuinte e falta de sensibilidade com os cidadãos que pagam a conta. Em razão da crise econômica que o país enfrenta, é inadmissível este aumento em cascata para o Judiciário. Que a população se mobilize para reduzir o tamanho do nosso pouco confiável parlamento (Câmara e Senado).

  2. jayme endebo disse:

    Agora deu para entender por que o judiciário adora a democracia e exigiu que ela fosse repetidas vezes jurada. Essa democracia onde os filhos do Estado Brasileiro se beneficiam com os direitos adquiridos e mexer com isso é ditadura ou fascismo.Em resumo, trabalhem paguem bastante impostos para que possamos viver nessa nossa monarquia democrática.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *