Início » Brasil » Senado vota parecer do impeachment nesta terça
IMPEACHMENT

Senado vota parecer do impeachment nesta terça

Análise do parecer do senador Antonio Anastasia a favor do afastamento deve durar 20 horas. Se aprovada, Dilma vira ré e vai a julgamento no fim do mês

Senado vota parecer do impeachment nesta terça
A votação será comandada pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski (Foto: Geraldo Magela/Agência Senado)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O Senado se reúne nesta terça-feira, 9, para analisar em plenário o parecer do senador Antonio Anastasia (PSDB-MG) a favor do afastamento definitivo da presidente Dilma Rousseff. A votação será comandada pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, e caso o texto do senador seja aprovado, Dilma se tornará ré e irá para o julgamento final no fim deste mês.

A sessão no Senado deverá durar cerca de 20 horas. Após a apresentação de questões de ordem pelos senadores e a leitura do relatório por Anastasia, cada senador poderá discursar por dez minutos. Depois, a acusação e a defesa da presidente terão 30 minutos cada para fazer as considerações finais, antes que a votação seja iniciada.

Devido ao fato de os aliados de Dilma saberem que a maioria dos senadores deverá votar a favor do prosseguimento do processo de impeachment, eles informaram que apresentarão pelo menos 11 questões de ordem para tentar suspender a votação de hoje. Segundo um levantamento do jornal Globo, pelo menos 44 dos 81 senadores declararam que irão votar pelo prosseguimento e 18 são contra o processo.

Os aliados da presidente afastada usam acusações que vêm aparecendo contra o presidente interino, Michel Temer, nas investigações da Operação Lava Jato como base para tentar barrar o processo de impeachment. Recentemente, Temer foi acusado de ter pedido R$ 10 milhões  em propina a Marcelo Odebrecht, ex-presidente da construtora Odebrecht, um dos alvos centrais da Lava Jato.

Para o líder do PT no Senado, Humberto Costa, é “um absurdo” que Dilma esteja sendo julgada pela assinatura de decretos suplementares e da realização de operações de crédito entre o Tesouro e o Banco do Brasil, enquanto Temer é acusado de receber dinheiro de propina. “Sempre recebemos com cautela denúncias resultantes de delações, é preciso que haja provas. Mas, se forem verdade, são extremamente graves e recomendam a suspensão do processo de impeachment”, afirmou o senador.

Fontes:
O Globo-Plenário do Senado vota hoje parecer pelo impeachment de Dilma
Agência Brasil-Senado vota parecer de Anastasia e decide se Dilma vai a julgamento

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

4 Opiniões

  1. Áureo Ramos de Souza disse:

    Se testificarem que Michel Temer recebeu propina estou de acordo com Humberto Costa, agora que Dilma errou, errou e tem que ser afastada, quanto a Temer depois o senado pensa no caso dele pois o Brasil tem que andar e se Dilma voltar não terá apoio só os puxa-saco. Tirem Dilma e depois tiraremos Temer.BASTA DE TANTO LADRÕES.

  2. Abel Teodoro disse:

    O sujo falando do mal lavado, como diz o dito popular.

  3. afonso schroeder disse:

    No momento o Brasil esta todo em “família” (políticos, polícia e justiça) da “direita”. E mais povo brasileiro aguardem isto é só o começo: Desgoverno é generalizado de Michel Temer com sua gangue (políticos) é traidor, chefão golpista e corruptos. Somos a maioria dos brasileiros e sabemos separar o “joio do trigo” e não aceitamos traidor, chefão golpista e corrupto “Michel Temer” comandando uma gangue de politiqueiros que já conhecemos a décadas repletos de atos e processos de corrupção, portanto fora gangue comandada pelo traidor Michel Temer. Estamos aguardando o (STF) se posicionar pois não havendo crime o processo deve ser extinto e a maioria dos SENADORES se colocar ao lado dos justos e honestos chega de tentar enganar os brasileiros pois estamos com os justos o ex-presidente ímpar Lula e a também mãos limpas que deve retornar ao executivo do Brasil a presidente Dilma Rousseff.

  4. Troiano disse:

    É um processo muito demorado, deputados e senadores deveriam atualizar essa lei 1079/50 para o século XXI, ninguém mais aguenta ouvir a mesma ladainha todos os dias, o país há mais de cem dias parado e não chegam a uma definição.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *