Início » Brasil » Senadores se unem a Kajuru contra Gilmar Mendes
POLÍTICA

Senadores se unem a Kajuru contra Gilmar Mendes

Kajuru fez duras acusações contra Gilmar Mendes. O ministro, por sua vez, pediu que ‘providências’ sejam tomadas em relação ao senador

Senadores se unem a Kajuru contra Gilmar Mendes
Kajuru é defensor da CPI da Toga, que investigaria os ministros dos Tribunais Superiores (Foto: Roque de Sá/Agência Senado)

Parlamentares do Congresso Federal saíram em apoio ao senador Jorge Kajuru (PSB-GO) depois das críticas feitas ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes.

A polêmica entre Kajuru e Mendes começou depois que o senador questionou o patrimônio do ministro do STF. O parlamentar acusou Mendes de vender sentença a supostos “sócios”, que seriam os ex-governadores Beto Richa (PR), Aécio Neves (MG) e Marconi Perillo (GO).

“Nós queremos saber como você tem R$ 20 milhões em patrimônio. De onde você tirou esse patrimônio? De Mega Sena? De herança de quem que você tirou, Gilmar Mendes? Foram das sentenças que você vendeu, seu canalha”, afirmou Kajuru.

Em contrapartida, o ministro do STF enviou um ofício ao presidente do Tribunal, o ministro Dias Toffoli, solicitando “providências” contra Kajuru. A solicitação de Mendes, no entanto, não repercutiu bem no Senado Federal. Diferentes senadores apoiaram Kajuru e reforçaram o deseja da criação da Comissão parlamentar de inquérito (CPI) dos Tribunais Superiores, mais conhecida como CPI da Toga.

Entre os parlamentares que apoiaram abertamente Kajuru estão os senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP),  Reguffe (sem partido-DF), Arolde de Oliveira (PSD-RJ), Lasier Martins (Pode-RS), Eduardo Girão (Pode-CE), Vanderlan Cardoso (PP-GO), Esperidião Amin (PP-SC) e Soraya Thronicke (PSL-MS). Nem todos, porém, revelaram apoio à CPI da Toga. Pelas redes sociais, a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) também criticou a ação de Gilmar Mendes.

“Gilmar Mendes quer que Toffoli ‘tome as providências’ contra o discurso anti-Gilmar do senador Jorge Kajuru. Como assim? O STF revogou a imunidade parlamentar? Meu Deus!”, escreveu a deputada.

Na sessão do Senado da última terça-feira, 19, Kajuru voltou a falar sobre Gilmar Mendes. Ao falar abertamente no plenário, o senador revelou que respeita alguns ministros do STF, mas não todos. Falando diretamente sobre Gilmar Mendes, ele relembrou casos antigos do ministro do Tribunal e afirmou que o seu pensamento é o mesmo de toda a “nação brasileira”.

“O principal deles, que não respeito de forma alguma, ele simplesmente, na última votação, disparou contra um procurador digno da Operação Lava Jato, chamando-o de gângster. Eu falo de Gilmar Mendes. Gilmar Mendes o chamou de gângster. Então, eu, representando, não só esse procurador, como também o delegado Alessandro Vieira, senador que eu respeito, que foi chamado por ele de ‘desqualificado’, eu devolvi, em nome dos dois e de uma nação brasileira, o que todos nós pensamos de Gilmar Mendes”, apontou Kajuru.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

8 Opiniões

  1. carlos eduardo alves de souza disse:

    Muito importante dispor desta notícia que foi acobertada nas demais mídias, certamente temerosas de desgostar Gilmar Mendes que a todos atemoriza com sua maneira mussoliniana, autocrática e tempestuosa.

  2. Carlos U Pozzobon disse:

    A crise precisa aumentar até o ponto de ruptura, caso contrário, o abafa geral vinga e o país perde mais uma oportunidade de avançar.

  3. Jotace disse:

    Já passou da hora desses “intocáveis” do STF serem investigados. Senador Kajuru, o senhor me representa…

  4. Salomao disse:

    Totalmente de acordo como Carlos U Pozzobon
    A crise precisa aumentar até o ponto de ruptura, caso contrário, o abafa geral vinga e o país perde mais uma oportunidade de avançar.

  5. rony disse:

    esses caras são intocáveis, bandos de ladroes e que vendem sentença e todo mundo sabe, mas ficamos calados..

  6. Romualdo disse:

    Tem meu apoio falou oque o povo pensa desse psicopata juridico

  7. José Roberto disse:

    Os ministros do STF se julgam deuses…

  8. marcos disse:

    atenção se aprovado a lei da aposentadoria ou seja esta reforma os aposentados que hoje ganham um salario minimo e os restante daqui cinco anos vão receber somente 30% porcento do seu salario pois no chlile é assim e o povo tem que trabalhar para não passar fome.imagina idosos de 80 e 90 anos trabalhando será que isto é brasil o ministro QUEDES quer matar o povo aos poucos…

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *