Início » Brasil » Sérgio Machado diz que repassou propina à cúpula do PMDB
DELAÇÃO PREMIADA

Sérgio Machado diz que repassou propina à cúpula do PMDB

Machado citou, nominalmente, Renan Calheiros, José Sarney, Romero Jucá, Jader Barbalho e Edison Lobão

Sérgio Machado diz que repassou propina à cúpula do PMDB
O ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado fechou acordo de delação premiada (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Em depoimento ao Ministério Público, como parte de sua delação premiada, o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado afirmou que repassou propina à cúpula do PMDB. A informação é do Blog da Cristiana Lôbo.

Leia também: Ministro da Transparência pede demissão depois de divulgação de áudio
Leia também: Jucá sugere pacto para deter avanço da Lava Jato

Machado citou, nominalmente, em seu depoimento, o presidente do Senado, Renan Calheiros, o ex-presidente José Sarney, o senador Romero Jucá, o senador Jader Barbalho e o senador Edison Lobão.

A distribuição dos recursos ocorria por meio de doações legais das empresas fornecedoras da Transpetro e também em dinheiro vivo, segundo Machado.

O ex-presidente da Transpetro fez um acordo para devolver o dinheiro de propina, que estaria em uma conta no exterior.

Ainda de acordo com Machado, a partir dos contratos com estaleiros e empreiteiras que participaram do Programa de Modernização e Expansão da Frota, a arrecadação variava entre 1% e 1,5% do contrato e aditivos. Já na área de serviços, a propina era de 3% dos contratos.

As informações foram repassadas por Machado em seu primeiro encontro com procuradores do MP no dia da entrega das gravações de conversas que teve com Renan Calheiros, Romero Jucá e José Sarney. Em seu depoimento, Machado disse também que conversava diretamente com os donos das empresas envolvidas no esquema, que, segundo ele, funcionou durante todo o período em que esteve na presidência da Transpetro, isto é, quase 12 anos.

Machado afirmou também que assumiu o cargo por indicação da cúpula do PMDB, e que, nestes casos, o indicado politicamente tem que arrecadar e distribuir a propina entre os patrocinadores de sua indicação, que teriam sido Renan, Sarney, Jader, Jucá e Lobão.

O filho de Sérgio Machado, Expedito Machado Neto, também fez delação premiada.

Fontes:
G1 - Machado diz que deu dinheiro de propina à cúpula do PMDB

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. afonso schroeder disse:

    O golpe de estado que o traidor, corrupto, sabotador e grande chefão Michel Temer da sigla (PMDB) com sua “gangue” de politiqueiros de décadas cometeu deve ser expurgado da vida pública lugar de traidor é (…), porque ninguém aceita traidor. Lamentável que no curso do bom governo popular das esquerdas ter sido traído pelo chefão Michel Temer com golpe pelo traidor, corrupto e sabotador o chefão vice-presidente Michel Temer, sim “traidor Michel Temer” com uma “gangue” de politiqueiros do Congresso Nacional também todos corruptos, traidores e sabotadores do governo popular onde a maioria já tem processos por corrupção, mas os mais de (150) milhões de brasileiros sabem separar o “joio do trigo”, continuando com o mãos limpas o ex-presidente Lula e clamam pela volta da mãos limpas a presidente Blog Dilma Rousseff.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *