Início » Brasil » Sisu: inscrições abertas até quarta-feira
Ensino superior

Sisu: inscrições abertas até quarta-feira

Estudantes serão selecionados para 55.571 vagas em 72 universidades públicas. Resultado será divulgado no dia 15 de junho no site do Sisu

Sisu: inscrições abertas até quarta-feira
Inscrições devem ser feitas no site oficial do programa (Foto: Reprodução/sisu.mec.gov.br)

O Ministério da Educação (MEC) abriu as inscrições para a segunda edição do processo seletivo do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) de 2015 nesta segunda-feira, 8. O programa seleciona estudantes para cursos de graduação em universidades públicas e institutos tecnológicos usando como único critério as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

As inscrições podem ser feitas até as 23h59 de quarta-feira, 10, pelo site oficial do programa. Para se inscrever, é preciso ter feito o Enem em 2014 e não ter tirado zero na redação. Cada estudante pode escolher até duas opções de vagas, inserindo-as em ordem de preferência. É possível trocar as opções até o prazo de término das inscrições.

Estão sendo ofertadas 55.571 vagas em 72 universidades públicas. A página do sistema aponta vagas em 234 cidades de 25 estados do país (não há vagas no Amazonas e no Mato Grosso). Os estudantes poderão escolher entre 298 carreiras em 1.564 cursos de graduação.

O resultado será divulgado no dia 15 de junho no site do Sisu. Não haverá segunda chamada e a matrícula deve ser feita nos dias 19, 22 e 23 de junho na instituição em que o estudante foi selecionado. Para entrar em lista de espera, é preciso se inscrever no site do Sisu entre os dias 15 e 26 de junho. Vagas disponíveis serão anunciadas pelas instituições até o dia 26.

No momento da inscrição, o aluno deve escolher uma de três opções de concorrência: o sistema de cotas que segue a Lei Federal, o sistema de ação afirmativa determinado pela instituição de ensino que oferece a vaga e a ampla concorrência.

Pela lei, até 2016 as universidades públicas precisarão reservar 50% das vagas a cotistas, ou seja, alunos que tenham cursado o ensino médio em escolas públicas, mas a maioria das universidades federais já atinge essa meta. O caso extremo é o da Universidade Estadual do Ceará, que destina todas as suas 1.050 vagas a alunos de escolas públicas.

Ações afirmativas

Além da Lei de Cotas, muitas universidades públicas usam o critério de ações afirmativas para reservar vagas para deficientes, quilombolas, negros, pardos ou indígenas.

Fontes:
G1 - Sisu do meio do ano abre inscrições para 55,6 mil vagas

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *