Início » Brasil » Sites com foco em idosos colocam os mais velhos à frente de seu tempo
Idosos e mercado de trabalho

Sites com foco em idosos colocam os mais velhos à frente de seu tempo

Com diferentes objetivos, as páginas dedicadas aos idosos cumprem importante papel na modernização desta faixa etária da população. Por Paula Araujo

Sites com foco em idosos colocam os mais velhos à frente de seu tempo
Sites descobriram nos idosos leitores fieis

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Eles podem estar preocupados com a reinserção do idoso na sociedade, com o bem-estar da população como um todo, ou somente buscando atingir um nicho pouco explorado. Os sites desenvolvidos para os idosos têm vários objetivos, mas o que todos parecem fazer é integrar as faixas etárias mais elevadas à sociedade, além de divulgar alternativas de envelhecimento saudável. Por meio da rede virtual, idosos podem interagir com pessoas e empresas de várias partes do mundo e ampliar suas redes de contatos.

Essa é uma das missões do site Senioridade. Criado há 12 anos, o endereço virtual tinha o objetivo principal de dar apoio aos programas de preparação para a aposentadoria do psicólogo e professor da PUC de Campinas Aguinaldo Neri.

“A sociedade começa a perceber que o brasileiro viverá mais do que a estatística havia previsto e que vai exigir mais qualidade de vida nos anos que ganharam. É óbvio que eles gostarão de viver os anos extras com mais atividade, sucesso e auto-estima. Hoje, o que se chama de terceira idade é uma parcela da população brasileira que estuda, consome, trabalha, brinca, viaja e quer aprender constantemente, dentre outros direitos que tem”, explica Neri.

Atualmente, o site também visa à divulgação de alternativas de envelhecimento saudável e ao estímulo de pessoas maduras na continuidade do desenvolvimento de suas competências.

Com um banco de cadastro não muito extenso – ainda não chegaram ao segundo milhar –, o senioridade conta com diferentes perfis e níveis de experiência, escolaridade e projetos de vida.

Com foco na inclusão social e digital da terceira idade, mas sem restringir-se à atividade laboral, o Portal Terceira Idade também viu nessa parcela da população um importante meio de contribuição para a sociedade.  O site pertence à ONG Cidadão Brasil e foi criado em 2005. Com mais de 200 idosos no mural de empregos, eles contam com uma importante lei de incentivo: empresas parceiras têm desconto de 50% no imposto de renda.

“As pessoas achavam que era uma loucura investir neste mercado, mas deu certo. Temos canal de conteúdo, lazer, esporte e até de encontro. Mais de 50 casais já se formaram por meio do site”, conta Tony Bernstein, coordenadora-geral da ONG.

O Portal foi feito para os telecentros do município de São Paulo, mas como o endereço era aberto, a evolução foi rápida. “Precisávamos garantir o direito dos idosos. A política brasileira fala disso de maneira muito tímida. Eu também achava que o idoso ficava cozinhando e lavando panela, me surpreendi”, conclui Tony.

De acordo com Maria Angélica Sanchez, presidente do departamento de gerontologia da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, “esses sites são de extrema utilidade para aqueles que vão procurar se reinserir no mercado. Um considerável número de idosos que frequenta as Universidades da Terceira Idade se vê diante dessa ferramenta, bastante útil em todas as idades”. “No entanto, é preciso que essas pessoas estejam imbuídas de propostas sérias”, ressalva. Segundo ela, é importante destacar as parcerias com empresas que se preocupem com a empregabilidade da pessoa que envelhece.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Marco Menezes disse:

    A grande maioria de nossa população de Aposentados estão enquadrados como os mais miseráveis do planeta, e se levarmos em conta as dimensões do Brasil e suas riquezas intermináveis,somos taxados pelos países do primeiro mundo de: otários, indíos, africanos atrazados, país do canarval, país do futebol, anlfabetos e controlado por governos corruptos e palhaços.Desde que a família real portuguesa pisou por aqui.
    da época do império até hoje, se leva tudo para fora como nosso ouro, nossos minerais nobres , como Nióbio ( sem ele não tem naves espaciasi e milhares de motores, ultimamente estamos recebendo só lixo , como muambas baratas da China e lixo mesmo de outros paises.
    Em meu pensamentosó vejo um caminho a seguirmos : Podemos fazer uma grande distribuição de riquezas aos nosso Aposentados, afinal a grande maioria suaram anos com seus minguados salários de escravidão, enquanto o governo priorizava sua classe previlegiada com grandes remunerações e fartas aposentadorias com dinheiro da Nação. Minha sugestão para tornarmos nosso país com uma verdadeira igualdade, precisamos usar todos os lucros disponíveis de todas as Empresas Estatais e do nosso Pré-Sal e distribuir igualmente a todos os nosso Aposentados do INSS, afinal as empresas pertencem aos seus legítimos donos: O Povo. Com esta ação o Brasil dará um grande salto em consumo, e nossas indústrias atingirão o topo, provocaremos o maior efeito cascata jamais visto no mundo.

  2. Beraldo Dabés Filho disse:

    Sra. Paula Araújo,

    Tenho 64 anos e sou aposentado há 02 anos, por tempo de serviço (35 anos de contribuição ao INSS = 420 meses)

    A propósito das matérias da sua sutoria, sempre tive vontade de colocar uma questão, que considero imprescindível e fundamental, para benefício dos idosos.

    É que, ao se aposentar por tempo de serviço (35 anos de contribuição), se o idoso estiver registrado em uma empresa, pode continuar trabalhando, porém pode ser demitido a qualquer momento. E isto é o que normalmente ocorre, imediatamente após a concessão da aposentadoria pelo INSS ou pouco tempo depois.

    É necessária a criação de uma lei que desse “estabilidade de emprego aos aposentados”, durante certo tempo, por exemplo 05 anos, contados a partir da concessão do benefício pelo INSS, com algumas exceções, como a “dispensa com justa causa”, já prevista em lei.

    Sei que existem alguns poucos Parlamentares, que abraçam a causa dos aposentados, mas nunca ví nenhum projeto e nem mesmo qualquer menção ao assunto.

    Quem sabe, a senhora, que tem se manifestado e produzido boas matérias sobre a terceira idade, não se disponha a levar a frente tal ideia?

    Se for o caso, estou pronto a participar.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *