Início » Brasil » Sob suspeita, presidente da Transpetro pede licença do cargo
Operação Lava-Jato

Sob suspeita, presidente da Transpetro pede licença do cargo

Após ser citado na Operação Lava-Jato, da Polícia Federal, o presidente da Transpetro, Sergio Machado, pediu licença da subsidiária da Petrobras

Sob suspeita, presidente da Transpetro pede licença do cargo
O presidente da Transpetro foi citado em depoimentos de Costa à Justiça (Reprodução/Internet)

Após ser citado na Operação Lava-Jato, da Polícia Federal, o presidente da Transpetro, Sergio Machado, pediu licença temporária do cargo nesta segunda-feira, 3.

“Decido de forma espontânea requerer licença sem vencimento pelos próximos 31 dias. Tomo a iniciativa de afastar-me temporariamente para que sejam feitos, de forma indiscutível, todos os esclarecimentos necessários. Trata-se de um gesto de quem não teme investigações”, afirmou Machado.

Segundo uma reportagem da Folha de S. Paulo, o afastamento acontece depois que a consultoria Pricewaterhouse exigiu a sua demissão para continuar responsável pela auditoria da estatal. Ainda segundo a reportagem, Dilma cogitou demitir Machado quando seu nome foi citado na operação.

Leia mais: Lava-Jato: delatores irão devolver R$ 175 milhões
Leia mais: Youssef tem alta e retorna para carceragem da PF em Curitiba
Leia mais: Petrobras contrata empresas independentes para apurar denúncias da Operação Lava-Jato

Sergio Machado foi indicado por Renan Calheiros (PMDB-AL) presidente do Senado. Para evitar desgastes com o PMDB, O governo decidiu manter Machado no cargo. O partido exigiu uma saída honrosa para o presidente da Transpetro e ainda tratamento isonômico. Caso Machado fosse demitido, João Vaccari, tesoureiro do PT, também teria de ser desligado  do conselho de Itaipu.

A Operação Lava-Jato começou em março, quando a PF descobriu um sistema de desvio de dinheiro da Petrobras. Paulo Roberto Costa, ex-diretor da estatal estava envolvido no esquema junto com doleiros e fornecedores. O presidente da Transpetro foi citado em depoimentos de Costa à Justiça. O ex-diretor da estatal disse ter recebido 500 mil reais de Machado. O pagamento teria sido referente a uma licitação de navios pela empresa para  área de abastecimento.

Fontes:
Folha- Sob suspeita, presidente da transpetro deve pedir licença

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *