Início » Brasil » S&P rebaixa perspectivas de AmBev, Eletrobras e mais 28 empresas brasileiras
negócios em crise

S&P rebaixa perspectivas de AmBev, Eletrobras e mais 28 empresas brasileiras

Crise política foi um dos fatores para a revisão negativa. Net, Braskem e Votorantim também estão entre as empresas afetas

S&P rebaixa perspectivas de AmBev, Eletrobras e mais 28 empresas brasileiras
Mudança na perspectiva preocupa o governo brasileiro, Joaquim Levy tenta impedir a queda do Rating (Foto: Wikimedia)

As perspectivas de 30 empresas brasileiras foram rebaixadas de estáveis para negativas, após uma revisão da agência de classificação de risco Standard & Poor’s. A agência, porém, manteve o rating das respectivas empresas constante. Entre as companhias afetadas estão: AmBev, Braskem, Cesp, Eletrobras, Votorantim, Ultrapar, Samarco e Net.

Leia mais: Crescimento do PIB do Brasil pela S&P

O fator preponderante para o rebaixamento das empresas foi a perspectiva negativa para o rating BBB- do Brasil, que aponta o risco da nota de crédito cair, deixando os estrangeiros hesitantes quanto a realizar investimentos no país.

O governo agora aguarda a revisão das agências Fitch e Moody’s, um novo rebaixamento poderia ser ainda mais prejudicial. O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, entrou em contato com investidores para tentar acalmar o mercado depois da notícia da S&P, que fez com que o dólar subisse até R$ 3,43.

De acordo com a agência, os problemas políticos, entre eles um Congresso hostil aos planos da presidente Dilma, as investigações na Petrobras e na Eletrobras trazem instabilidade em um curto prazo e tornam o Brasil dependente de capital estrangeiro para financiar o déficit em conta corrente. Especialistas acreditam que a nação pode demorar a voltar a crescer de forma consistente.

Fontes:
Estadão-S&P revisa perspectivas dos ratings da AmBev, Eletrobras e outras 28 empresas

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *