Início » Brasil » Supremo autoriza inquérito contra Dilma e Lula
LAVA JATO

Supremo autoriza inquérito contra Dilma e Lula

Inquérito busca apurar se Dilma e Lula tentaram atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato

Supremo autoriza inquérito contra Dilma e Lula
Dilma e Lula serão investigados por tentativa de obstrução da Justiça (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O ministro relator dos processos da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, autorizou a abertura de inquérito para investigar a presidente afastada Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula por tentativa de obstrução da Justiça.

O inquérito busca apurar se Dilma e Lula tentaram atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato.

Os ex-ministros de Dilma José Eduardo Cardozo e Aloizio Mercadante, além do presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Francisco Falcão, do ministro do STJ Marcelo Navarro Ribeiro Dantas e do ex-senador Delcídio do Amaral, também serão investigados no mesmo inquérito.

O pedido de investigação foi elaborado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e enviado ao STF em maio. Em junho, o ministro Teori Zavascki enviou o pedido para reanálise de Janot após determinar a anulação da validade de provas — conversas telefônicas — que poderiam incriminar Dilma e Lula. No mês passado, Janot enviou resposta determinando a manutenção do pedido de abertura de inquérito.

Em nota, a assessoria de imprensa de Dilma Rosseff afirmou que “a abertura de inquérito é importante para elucidar os fatos e esclarecer que em nenhum momento houve obstrução de Justiça […] A verdade irá prevalecer”.

Já os advogados de Lula ressaltaram que o ex-presidente “jamais praticou qualquer ato que possa configurar crime de obstrução à Justiça”, e que ele “não se opõe a qualquer investigação, desde que observado o devido processo legal e as garantias fundamentais”. Os advogados afirmaram ainda que, “se o procurador-geral da República pretende investigar o ex-presidente pelo teor de conversas telefônicas interceptadas, deveria, também, por isonomia, tomar providências em relação à atuação do juiz da Lava-Jato que deu publicidade a essas interceptações — já que a lei considera, em tese, criminosa essa conduta”.

Em entrevista ao jornal O Globo, o ex-ministro Cardozo disse que “a abertura do inquérito é absolutamente normal. O Delcídio fez uma denúncia e o Ministério Público tem que apurar essa denúncia, ainda que seja absolutamente inverossímil. Apesar disso, a decisão do STF está correta. É o papel do STF”.

A assessoria de Mercadante afirmou que “a decisão do Supremo Tribunal Federal de abertura de inquérito será uma oportunidade para o ex-ministro demonstrar que sua atitude foi de solidariedade e que não houve qualquer tentativa de obstrução da Justiça ou de impedimento da delação do então senador Delcídio do Amaral”.

Os ministros do STJ não se manifestaram.

Fontes:
O Globo - STF abre inquérito contra Dilma e Lula por tentativa de obstrução à Justiça

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Beraldo disse:

    Seletividade às vésperas do rito final do “impeachment”.

    Criação de um clima favorável aos Excelentíssimos Senadores, para votarem contra Dilma Roussef.

    Magno Malta, “o machão agressivo”, que não sabe nem se expressar corretamente, vai pegar carona.

    Eita!!!!

  2. helo disse:

    Providencial e seletiva a decisão de anular as provas dos áudios tão claras quanto à obstrução da justiça.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *