Início » Brasil » Supremo mantém Maluf em prisão domiciliar
DEPUTADO AFASTADO

Supremo mantém Maluf em prisão domiciliar

Decisão se baseia no estado de saúde do deputado afastado

Supremo mantém Maluf em prisão domiciliar
Maluf ficou preso cerca de três meses no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília (Fonte: Reprodução/Futurapress)

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quinta-feira, 19, manter o deputado afastado Paulo Maluf (PP-SP) em prisão domiciliar por questões de saúde.

Leia também: Maluf está com metástase e trombose venosa profunda, revela boletim médico

Também nesta quinta, o Supremo negou, por seis votos a cinco, um recurso da defesa de Maluf para que o deputado afastado pudesse recorrer em liberdade da condenação de sete anos e nove meses de prisão pelo crime de lavagem de dinheiro.

A decisão de manter Maluf em prisão domiciliar confirma uma liminar proferida em março pelo ministro Dias Toffoli, que negou ter derrubado decisão do ministro Edson Fachin, que determinou a prisão do deputado afastado em dezembro do ano passado. Ele ficou preso cerca de três meses no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília.

Paulo Maluf está internado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, em tratamento contra um câncer de próstata, que, segundo o último boletim médico, está em estágio evoluído, com metástase.

Fontes:
EBC - STF concede prisão domiciliar a Maluf

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *