Início » Brasil » Ministro do Supremo rejeita pedido de prisão de Renan, Sarney e Jucá
LAVA JATO

Ministro do Supremo rejeita pedido de prisão de Renan, Sarney e Jucá

Pedido foi feito pela Procuradoria-Geral da República por suposta interferência dos três peemedebistas nas investigações da Lava Jato

Ministro do Supremo rejeita pedido de prisão de Renan, Sarney e Jucá
Teori retirou o sigilo dos pedidos de prisão dos integrantes da cúpula do PMDB (Fonte: Reprodução/Nelson Jr/Divulgação)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, ministro Teori Zavascki, rejeitou nesta terça-feira, 14, o pedido de prisão feito pela Procuradoria-Geral da República contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), o ex-presidente José Sarney e o senador Romero Jucá (PMDB-RR).

Teori entendeu que não houve “a indicação de atos concretos e específicos” que demonstrem a efetiva atuação de Renan, Sarney e Jucá para interferir nas investigações da Lava Jato. Em relação ao pedido de prisão contra Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o ministro do Supremo ainda não tomou uma decisão definitiva.

O PGR, Rodrigo Janot, pediu a prisão de Renan, Sarney e Jucá por suposta tentativa de obstruir as investigações do esquema de corrupção que atuava na Petrobras. Já no caso de Cunha, o MPF argumentou que, embora ele tenha sido afastado da presidência da Câmara e do mandato de deputado federal, o parlamentar continua interferindo no comando da Casa.

As declarações do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado a investigadores da Lava Jato foram utilizadas como base nos pedidos da PGR. Machado afirmou em sua delação premiada que repassou a Renan, Sarney e Jucá propinas no valor total de R$ 71,7 milhões. O montante teria sido desviado de contratos da Petrobras e distribuídos em espécie ou por meio de doações eleitorais registradas.

Teori também retirou o sigilo dos pedidos de prisão dos integrantes da cúpula do PMDB. Desta forma, a delação de Machado deve ser divulgada nesta quarta-feira, 15.

Em seu despacho, Teori ressaltou que “o Ministério Público não apontou a realização de diligências complementares, tendentes a demonstrar elementos mínimos de autoria e materialidade, a fim de justificar a medida de cunho restritivo, fundamentando o seu pedido exclusivamente no conteúdo das conversas gravadas pelo colaborador e em seu próprio depoimento”.

Fontes:
G1 - Teori nega pedido de prisão feito pela PGR contra Renan, Sarney e Jucá

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Wilson Paulo Schmeiske disse:

    Os grandes ENTREGUISTAS da Nação tem respaldo da CIA, Passaporte Diplomático e Green Card.Nunca serão presos. Só pé de xinelo do PT serão presos!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *