Início » Brasil » Temer amplia lista de concessões a caminhoneiros
NOVAS MEDIDAS

Temer amplia lista de concessões a caminhoneiros

Principal medida anunciada foi a redução de R$ 0,46 no preço do litro do diesel por 60 dias

Temer amplia lista de concessões a caminhoneiros
Presidente Michel Temer anunciou novas medidas para reduzir o valor do preço do diesel (Fonte: Reprodução/Cesar Itiberê/PR)

Em pronunciamento na noite deste domingo, 27, o presidente Michel Temer anunciou novas medidas para reduzir o valor do preço do diesel, uma reivindicação dos caminhoneiros que estão em greve desde a última segunda-feira, 21.

A principal medida anunciada por Temer foi a redução de R$ 0,46 no preço do litro do diesel por 60 dias. Além disso, a nova proposta inclui ainda a isenção de cobrança de pedágio para eixos suspensos de caminhões vazios em todo o país.

Tais determinações foram publicadas em uma edição extra do Diário Oficial da União ainda na noite deste domingo.

Algumas lideranças do movimento dos caminhoneiros aprovaram as medidas e afirmaram que irão orientar a categoria a finalizar a greve.

De acordo com o ministro Carlos Marun, da Secretaria de Governo, a redução no preço do diesel anunciada por Temer custará ao governo R$ 10 bilhões. O ministro ressaltou ainda que os recursos serão cobertos pelo Tesouro via crédito extraordinário.

O governo já havia anunciado na última quinta-feira, 24, uma série de medidas em uma tentativa de colocar fim à paralisação, incluindo a eliminação da Cide, tributo incidente sobre o diesel. Os caminhoneiros mantiveram, no entanto, a greve.

O presidente Michel Temer então autorizou o uso das Forças Armadas para desobstruir as estradas do país e também editou um decreto que “autoriza a requisição de veículos particulares necessários ao transporte rodoviário de cargas consideradas essenciais pelas autoridades”.

Fontes:
G1 - Em nova tentativa de pôr fim à greve de caminhoneiros, Temer anuncia redução de R$ 0,46 no litro do diesel por 60 dias

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Aureo Ramos de Souza disse:

    O presidente Temer deve observar que os que estão nas rodovias e nas entradas das Refinarias não são caminhoneiros, são pessoas de sindicatos, moleques infiltrados e povo que ainda sonha com a volta de Lula orientados, pagos e dando comer. As providencias a serem tomadas é o exercito, policia federal e policias de estado irem de caminhão a caminhão procurarem os donos dos caminhões e afastarem a força os baderneiros e ordenar a ida dos caminhoneiros as refinarias e quem fizer baderna ou gritarem palavra de ordem já sabe que são baderneiros e prende-los de imediato. TODOS ESTÃO SENDO MANDADOS.

  2. Clecio Rodrigues disse:

    Só agora ele viu o que aconteceu, onde está carta que ele recebeu, acho que ia acontecer, que Pais é esse, todos mandam, a Petrobras que acabou foi o PT, hoje está no pode MPN, está na hora do Sr resolver

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *